Dede já no último sábado (27), havia anunciado que o Niltinho tinha acertado com a Ponte Preta. Bem como faltam questões burocráticas como  a troca de documentos e assinaturas entre as diretorias da Macaca e do Desportivo Chaves para que o jogador seja liberado para viajar de volta ao Brasil.

Assim como também será preciso resolver as restrições impostas pelo governo de Portugal de voos para o Brasil. Juntamente com isso os representantes do jogador e o clube campineiro trabalham em conjunto para buscar solução. Ainda também a expectativa é que o craque se apresente à Ponte até o fim da semana.

Em sua provável despedida do Chaves, o atacante entrou em campo na última segunda-feira, quando participou de 27 minutos da vitória por 2 a 1 sobre o Penafiel, pela segunda divisão local.

Desde o segundo semestre de 2018 no futebol português, ele fez 55 jogos e sete gols pelo Chaves. Ele tem sido reserva na atual temporada, mas atua com frequência.

Da mesma forma o futebolista  vai chegar à Ponte com contrato de empréstimo de dois anos. Bem como na negociação, ficou acertado ainda que a Ponte vai ter direito a uma taxa de vitrine de 50% em negociações futuras envolvendo o jogador.

O craque Niltinho

Inicialmente o atleta jogou no CSA e Chapecoense. Ou seja, o jogador tem 27 anos e foi indicado pelo executivo de futebol da Macaca, Alarcon Pacheco. Assim também  conhece Niltinho do futebol alagoano. Enquanto Alarcon trabalhava no CRB, Niltinho jogava pelo CSA.

Assim também em 2018, ele se destacou durante a campanha que terminou com o acesso do CSA à elite nacional. Em contrapartida foi para a Europa antes do fim da Série B.

Por outro lado com as dificuldades no mercado para encontrar um substituto para Bruno Rodrigues, o jogador canhoto tem características de atuar aberto. Da mesma forma é visto como uma opção para aquela que é considerada a principal carência do elenco neste momento: o lado direito do ataque alvinegro.

Em conclusão, o craque já defendeu Atlético-GO, Criciúma, São Caetano, a quem pertenceu por muito tempo, Volta Redonda, entre outros.

Foto destaque: Divulgação/ Desportivo Chaves

Avatar
Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs