Em fim de contrato na Bélgica, meia pode ser o primeiro reforço da ‘Era City’ no Bahia

Na última terça-feira (15), o Bahia perdeu a invencibilidade em casa na Itaipava Arena Fonte Nova, quando foi derrotado para a Chapecoense por 1 x 0. A saber, o duelo contou com a presença de duas peças importantes que tem tudo haver com o Tricolor no futuro: o representante do Grupo City na América Latina, Carlos Santoro e o jogador do Lommel SK, da Bélgica, Diego Rosa. Próximo de acertar a compra do Esquadrão, o City Football Group enviou Santoro à Salvador com a tão sonhada proposta para ser analisada pelo conselho deliberativo.

O meio-campista Diego Rosa, de 19 anos, está no Lommel SK e foi emprestado pelo Manchester City. Ainda assim, o seu vínculo no clube Belga está perto do fim. Nesse sentido, uma vinda do jogador na janela de transferências de julho não está descartada. Com mais de seis meses de negociação, enfim, Grupo City e Esporte Clube Bahia estão próximos de fechar o acordo por 90% da SAF da equipe baiana. Além disso, o conglomerado árabe segue tentando o Coordenador das categorias de base do Palmeiras, João Paulo Sampaio e o diretor de futebol do São Paulo, Rui Costa.

Revelado pelo Grêmio, o baiano da capital, Diego Rosa começou a gostar de futebol no rival do Bahia, o Vitória.  Foi na base gaúcha que despertou interesse do time do Etihard Stadium, porém, não fez nenhuma partida e acabou sendo emprestado ao Lommel SK. Jogando a Pro League, acumula 29 jogos com dois gols e duas assistências. Também foi chamado para seleção brasileira de base. Em 2017, jogou o Torneio Sulamericano , em 2018 o Mundial e 2019, novamente o Sulamericano.

Foto Destaque: Globo Esporte 

 

Caio Santos
Jornalista Esportivo, 23 anos, apaixonado por esportes. Na minha carreira, almejo ser comentarista de futebol e o meu maior sonho é cobrir uma Copa do Mundo.