Diniz se despede com pedido de desculpas: "Sofrimento muito grande"

Em suma, o treinador Fernando Diniz se despediu do Vasco em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (12). Decerto, o ex comandante fez questão de, novamente, pedir desculpas para a torcida, além de tentar explicar o possível motivo de não conseguir o acesso:

Primeiro quero fazer um agradecimento especial ao Vasco na figura de seu presidente, seu Jorge Salgado, e ao Pássaro, que me fizeram o convite. Pela maneira que fui recebido pelo clube, pelo staff e por todos os jogadores, que se empenharam para ajudar para que as coisas dessem certo. Mas de maneira muito especial à torcida do Vasco, que foi uma coisa encantadora, foi algo mágico para mim. Tivemos a chance de conquistar o acesso, que era o nosso sonho. Era uma coisa difícil, mas em determinados momentos se tornou muito possível.

Diniz comenta sobre momento de queda da equipe

Para Diniz, o jogo contra o Náutico foi um divisor de águas para a queda de produção do Vasco. Decerto, na ocasião, o time abriu 2 x 0 fora de casa, mas cedeu o empate ao time que, na rodada, era concorrente direto pela vaga. De lá para cá, o time não venceu mais:

“Eu não sei precisar por que as coisas não aconteceram. Concordo que foi a partir do jogo com o Náutico. A gente teve a nossa maior chance porque foi onde a gente teve uma conjunção muito favorável daquilo que se fazia no campo e no extracampo aqui no clube. E com o torcedor. Quando a gente tem esse momento, tem que saber aproveitar. Foi o momento em que a gente ou ia para o acesso ou poderia acontecer o que aconteceu. Infelizmente a gente não soube aproveitar esse momento que construiu com o trabalho de todo mundo. E aí a gente não concluiu esse processo com o acesso sonhado”.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!