Diniz: "Estilo de jogo não atrapalhou"

Em suma, o treinador Fernando Diniz garantiu que seu estilo de jogo não foi o principal fator para o não acesso do Vasco à elite nesta temporada. Decerto, o ex comandante, demitido na tarde de quinta-feira (11), disse que seus jogadores entenderam de forma rápida toda a movimentação comum em suas equipes.

Diniz, em certo momento, afirmou que os titulares tinham mais dificuldade em jogar de forma mais “simples”, priorizando a marcação e os contra ataques. O treinador deixa o Vasco com quatro vitórias, três empates e cinco derrotas:

“Eu não tenho proposta para o ano que vem. Trabalhar no Vasco é sempre uma possibilidade, por isso vim para cá. O problema não é o modelo de jogo, o elenco, se fosse o problema do elenco, a gente não teria evoluído na minha chegada. No elenco, você avalia na formação dele. É sempre um risco quando você forma um elenco, pode dar certo ou errado. O tempo sempre ajuda. Agora, foi o primeiro momento de oscilação, foi grande, mas só aconteceu agora. A gente esbarra muito no modelo de jogo. O conhecimento é muito maior do que técnico e tático, você conhece o elenco no dia a dia. Foram dois meses aqui no Vasco. Tínhamos tudo para conseguir o acesso. Os jogadores entenderam a ideia de jogo de maneira rápida. Quando jogávamos de forma simples, sentíamos mais dificuldade. O problema foi outro”.

https://www.youtube.com/watch?v=gkvYNZtUgwE&t=48s

Novo treinador somente depois de novo diretor de futebol

Portanto, a direção do clube traçou um novo planejamento para o futebol em 2022. Decerto, o primeiro nome que chegará ao Vasco, será o de CEO do futebol. Ainda não se sabe, entretanto, se este será o único homem forte da pasta. A tendência é de que um diretor técnico, que faça a ligação do vestiário com a diretoria, também aconteça. A partir dessas escolhas, um novo treinador será contratado.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!