Depois de um longo tempo por conta da pandemia  da Covid-19 (que ainda não acabou), acontecerá esse momento. (Foto destaque: Marcos Oliveira)

Antes de tudo como anda o coração para o reencontro no Majestoso? De maneira que depois de um longo tempo longe por conta da pandemia da Covid-19 (que ainda não acabou), a Ponte Preta enfrenta o Náutico no sábado (16) e terá o reencontro após 19 meses e exatos 583 dias.

Imagina o coração daquele torcedor que todo jogo era presença garantida e que ficou esse período assistindo pela TV? Vale lembrar que a última vez que a Ponte teve a torcida foi no dia 12 de março de 2020 quando venceu o Afogados-PE por 3×0, em casa.

Por outro lado a Macaca conta os dias e Kleina ressalta ansiedade para essa volta:

“Todos esperamos por esse retorno e queremos que ele seja positivo. Vamos fazer de tudo para que seja um momento mágico, que possamos dar a vitória pra a nossa torcida nesse reencontro, vamos fazer de tudo pra isso. Teremos que fazer um jogo muito inteligente, ter sabedoria, para que possamos conquistar esses três pontos e desfrutar disso junto com seu torcedor”, disse o comandante.

De maneira que sobre a importância do apoio presencial dos torcedores, Kleina destacou a força que a torcida transmite ao elenco dentro de campo. Tal como principalmente em jogos realizados no Majestoso.

“Mesmo sem estar no estádio a nossa torcida já está fazendo a diferença, nos abraçaram no nosso pior momento na competição e isso deu frutos. Dentro do Moisés eles fazem ainda mais a diferença e contamos com todos para fazer mais uma vitória e a partir dela, fazer a projeção para crescer mais na tabela”.

Juntamente com isso o treinador acrescenta a energia positiva dos pontepretanos:

“Dentro do Moisés eles fazem ainda mais a diferença e contamos com todos para fazer mais uma vitória e a partir dela, fazer a projeção para crescer mais na tabela”, diz.

Depois de um longo tempo

Assim também falta pouco para a volta, mas vale lembrar que mesmo com os portões fechados o torcedor apoiou o time no estádio de maneira virtual. Por outro lado a Ponte Preta lançou a campanha #EunoEstádio e o torcedor adquiriu um totem que ficou nas arquibancadas em todos os setores.

Ou seja, o retorno contará com o protocolo elaborado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Bem como exige o uso de máscaras, o distanciamento social e a apresentação de teste negativo para Covid ou vacinação completa.

Nesse ínterim depois de um longo tempo falta pouco e a volta pode ser segura, desde que sejam cumpridos todos os protocolos e as restrições sanitárias obedecidas.

Em resumo a esperança é que frequentar o estádio faça parte da rotina do torcedor, muito em breve.

“Estou vivendo esse dilema: ansioso, mas ao mesmo tempo preocupado vou ficar de máscara pulando, cantando, pois estou com ‘mó' saudade'”, Breno Aguiar, torcedor que estará no Majestoso na volta.

 

(Foto destaque: Marcos Oliveira)

 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário