Daniel Borges

Antes de mais nada, o atual titular da posição de lateral-direito do Botafogo, Daniel Borges, falou sobre a chegada de um novo concorrente para a sua posição. Assim, este concorrente é o novo camisa 7 do Glorioso, Rafaelque chega com status de contratação da temporada. Contudo, o atual camisa 20 do elenco botafoguense vê com bons olhos a chegada do experiente jogador.

Ao portal de notícias esportivas Lance!, Daniel Borges afirmou que quem ganha com esta nova disputa por posição na equipe titular é o Botafogo. Segundo o camisa 20, “A concorrência existe todos os dias. Temos o Jonathan e o Warley… É bom ter jogadores de alto nível porque isso gera uma disputa sadia e quem ganha é o clube. Tomara que ele nos ajude bastante”.

Além disso, Daniel Borges falou sobre o contato do novo reforço com o elenco:

“Ele chegou na terça-feira para fazer os exames, a gente só se cumprimentou, deu bom dia. Tínhamos que fazer os nossos afazeres, então ainda não tivemos muito contato. Mas sei que com o decorrer dos dias vamos nos entrosar cada vez mais” – afirmou o lateral-direito.

Outros temas abordados por Daniel Borges

Em suma, Daniel Borges também falou sobre a excelente fase que vive o Botafogo na Série B:

“Prefiro dizer que nós estamos em uma sequência boa, vivendo um bom momento na Série B. É difícil manter uma sequência de vitórias, quando conseguimos engatar algo assim tem que aproveitar o momento. É um campeonato traiçoeiro e difícil, não podemos baixar a guarda em momento nenhum” – declarou.

Por fim, o lateral-direito do Alvinegro terminou falando sobre seu primeiro gol com esta camisa, marcado contra o Londrina, no último sábado (11). Em suma, Daniel Borges declarou que “Foi uma alegria imensa porque a gente trabalha a semana toda, são jogos atrás de jogos. Quando marcamos gol é um momento de êxtase muito grande… Fazer um gol com a camisa do Botafogo dentro de casa foi uma felicidade enorme, só faltou a torcida ali para poder comemorar junto”.

Foto Destaque: Divulgação/Vitor Silva/Botafogo

João Victor Freire
Alagoano, porém criado no Rio De Janeiro. 20 anos. Tenho pra mim que o Jornalismo é uma das profissões mais belas que existem, e é o que eu sei e gosto de fazer desde pequeno. E aliado a isso, tenho uma paixão por esportes.