vasco

Em suma, o treinador Igor Guerra, comandante do Vasco na Copa São Paulo de Futebol Júnior, analisou seu adversários na primeira fase. Decerto, o time está na chave número 24, com os rivais: SKA Brasil-SP, Rio Claro-SP e Lagarto-SE. De acordo com Igor, o time teve boa sorte, além de elogiar a sede e a estrutura do local:

“Ficamos contentes com a sede que ficaremos. O clube anfitrião, SKA Brasil, tem uma excelente estrutura, uma das melhores hoje no estado de São Paulo, que vai nos proporcionar um campo de jogo muito favorável para que possamos propor nossas ideias.

É uma chave difícil, competitiva, que tem bons investidores, o Lagarto, do Sergipe, meu estado natal, é um time que vem cada vez mais se destacando em competições de base.

O Rio Claro é uma equipe que não disputou o Campeonato Paulista Sub-20, mas em todas as Copinhas sempre vem forte, com boas equipes e o próprio anfitrião, que também não participou do Paulista Sub-20, mas fez boas campanhas com o Sub-15 e 17, que tem bom investimento, excelente trabalho, muito em função da estrutura e dos profissionais que lá estão”.

https://www.youtube.com/watch?v=YyRj0D5BnpU

Treinador fala sobre a preparação do Vasco

Portanto, Igor ainda comentou sobre a preparação dos meninos para o torneio. Por conta da não realização no ano de 2020, a copinha terá um ano à mais em relação ao limite de idade dos jogadores:

“Retornamos aos treinos no dia 1º de dezembro. Os meninos estão muito focados, os treinos estão sendo muito intensos. O comentário entre todos no dia a dia e nos próprios treinamentos é em buscar o título. Falamos direto sobre mentalidade vencedora, mentalidade de campeão e eles estão compreendendo isso e transferindo para o dia a dia nos treinos. Sabemos que fazem 20 anos da conquista do Vasco na Copinha, em 92, e eles estão cientes disso e muito motivados para fazer história no Clube”.

Foto destaque: Divulgação/Vasco

 

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!