Cano tem permanência difícil no Vasco e clube deve ao jogador

Em suma, a permanência de Germán Cano no Vasco ainda gera dúvidas na torcida e na diretoria. Decerto, para a maioria dos torcedores, o argentino deveria ficar, já que é um dos jogadores mais identificados com o Gigante da Colina. Entretanto, seu contrato acaba no dia 31 de dezembro e o seu empresário já avisou que só negociará uma possível renovação no fim do torneio.

Existem algumas pendências por parte do Vasco para acertar com Germán Cano. As informações são de que o clube deve cerca de 3.5 milhões de reais por conta da variação do dólar no país. Decerto, o argentino recebe na moeda americana e quando assinou o contrato, em 2019, a cotação era em torno dos quatro reais. Hoje, o dólar vale 5,46 reais e, por isso, a diferença tem de ser paga pelo clube carioca.

Decerto, é de costume contratual com jogadores estrangeiros acertar o valor do dólar na assinatura do contrato pela variação do valor durante os meses. Entretanto, os 3,5 milhões de reais também englobam o restante dos salários que ainda não venceram. O empresário José Constanzo, que representa o atleta, esteve no Brasil para negociar com Alexandre Pássaro e as conversas entre ambos eram positivas para permanência.

Renovação de Cano está parada

Portanto, com a saída do diretor de futebol, as conversas voltaram para a estaca zero. Agora, o novo dirigente negociará com Cano e a tendência é de que o argentino saia do Vasco. Em dois anos de clube, o camisa 14 fez 99 jogos e 43 gols. Suspenso do confronto contra o Vila Nova-GO, na segunda-feira (15), Cano completará a 100ª partida diante do Remo, no dia 20, em São Januário. Decerto, haverá homenagens ao argentino no que provavelmente seja a última partida de sua passagem pelo clube.

Na última sexta-feira (12), o jogador foi um dos muitos que se despediram de Alexandre Pássaro, postando uma foto e agradecendo pelo trabalho durante o ano de 2021.

Foto destaque: Divulgação/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!