Ponte Preta em treinamento. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

A princípio a Ponte Preta busca um sinal no Campeonato Paulista. Bem como o time  pode ter até cinco mudanças para o duelo contra o Ituano neste domingo (2), às 22h15, no Novelli Júnior.

Isso porque alguns jogadores se destacaram e geraram dúvidas do gol à referência ofensiva. Assim como o técnico Fábio Moreno aproveitou o treino deste sábado (1) para observar opções. Juntamente com essas boas atuações na defesa, existe a possibilidade da estreia de Felipe Albuquerque, emprestado pelo Grêmio. Do mesmo modo na lateral direita,  Apodi passa para a linha ofensiva no lugar de Pedrinho.

Por outro lado, Yuri pode reaparecer entre os titulares. Assim também se isso acontecer, Ruan Renato volta para a zaga, provavelmente na vaga de Rayan. Do mesmo modo no meio de campo, Locatelli deve ganhar desta vez uma chance desde o início e Léo Naldi é o mais cotado para sair.

Em suma o ataque tem uma mudança certa. Bem como Moisés é desfalque devido à questão contratual e Niltinho vai jogar aberto pela esquerda. Assim. como uma outra troca no setor ofensivo depende da decisão da comissão técnica sobre Paulo Sérgio. Com o camisa 9 em má fase, Moreno estuda uma alternativa, com Thalles na equipe para atuar mais avançado ao lado de Camilo.

Provável escalação da Ponte!

Vale lembrar que mesmo com tantas possíveis alterações no time titular, a principal novidade talvez esteja no banco de reservas. Ou seja, atacante Renatinho será relacionado pela primeira vez desde que voltou ao clube.

Ainda mais que Fábio Moreno não pode contar com o atacante João Veras, Ednei, Jean Carlos e Papa Faye. Da mesma forma o meia Renan Mota, desfalque contra o Mirassol, depende de uma nova avaliação do departamento médico para ver se ficará à disposição.

Em conclusão, após duas derrotas consecutivas em casa, a Ponte busca a reabilitação para continuar na briga às quartas de final. Do mesmo modo o time tem 12 pontos, dois a menos que a Ferroviária, atual vice-líder do Grupo B.

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe uma resposta