Brusque x Vila Nova aconteceu – resultado, destaques e reação

Abrindo a 32ª rodada da Série B, neste domingo (24), o Vila Nova visitou o Brusque. Assim, no Estádio Augusto Bauer, na cidade catarinense, o Colorado venceu por 3 x 2, de virada, com dois gols de Clayton e um de Diego Tavares. Em contrapartida, Garcez e Tony marcaram para o Quadricolor, que amarga sua segunda derrota seguida na competição. Por outro lado, os goianos estão invictos há nove jogos.

Assista aos melhores momentos de Brusque x Vila Nova

1º tempo: Brusque abre o placar, mas Vila Nova pressiona e vira após pênalti polêmico

A princípio, os visitantes pareciam querer dominar o jogo. Logo aos 2’, a defesa quadricolor errou e a bola sobrou para Rafael Silva, que escorregou na hora de finalizar. Posteriormente, em mais uma bobeada defensiva dos mandantes, Dudu dominou e arriscou. No entanto, Ruan Carneiro defendeu tranquilamente. Ainda assim, foi o Brusque que abriu o placar.

Em cobrança de falta da esquerda, a defesa colorada afastou mal. Assim, depois de confusão na área, Garcez pegou a sobra e guardou no fundo das redes, aos 13’. Tentando responder, o Tigre chegou três vezes seguidas à meta do Quadricolor. Primeiramente, Pedro Bambu chutou com perigo, mas mandou para fora. Em seguida, Renato também assustou o goleiro do time catarinense e, por fim, Donato cabeceou para fora. Por fim, na quarta tentativa, o Vila Nova empatou. 

Após o terceiro escanteio seguido cobrado por Dudu, Clayton subiu sozinho e deixou tudo igual no marcador do Estádio Augusto Bauer. Pelo lado quadricolor, em contra-ataque, Garcez chegou com perigo à área colorada depois de cruzamento de Thiago Alagoano, mas não pegou em cheio na bola. Aos 35’, o VAR chamou o árbitro Alisson Furtado para checar lance na área defensiva do Brusque.

Com isso, foi marcado pênalti a favor da equipe goiana. Assim, Clayton cobrou rasteiro, deslocando o arqueiro, e virou a partida. Já nos acréscimos, Ruan Carneiro, num mesmo lance, defendeu duas bolas à queima-roupa, salvando o Bruscão de levar o terceiro gol. Por fim, vitória parcial dos visitantes por 2 x 1.

2° tempo: Quadricolor se impõe, porém Tigre segura resultado

Logo no retorno do intervalo, o Colorado aumentou a vantagem. No primeiro minuto desta etapa, Diego Tavares partiu em velocidade e chutou rasteiro de longe, sem chance para o goleiro do Brusque. Tentando reagir, os donos da casa se mandaram para o ataque. Com isso, os goianos recuaram. Apesar de ter tido mais posse de bola, o Quadricolor não conseguia finalizar bem em direção ao gol.

Além disso, o duelo ficou bem mais faltoso. Pressionando, Edu, artilheiro da Série B, recebeu na área, girou e bateu de canhota. Contudo, bem posicionado, Georgemy salvou. Aos 33’, novamente o camisa 9 teve ótima chance depois de cruzamento de Foguinho. Entretanto, sozinho, o atacante cabeceou para fora.

Posteriormente, aos 35’, o Vila Nova assustou o goleiro mandante com chute de Diego Tavares. Aos 41’, após falha da defesa colorada, a bola sobrou para Tony fazer o segundo gol do Brusque. Buscando o empate, já nos acréscimos, Airton arriscou de longe, e Georgemy segurou. Por fim, o Tigre segurou o resultado e garantiu a vitória fora de casa.

Brusque x Vila Nova – E agora? 

Com o resultado positivo, o Vila Nova subiu momentaneamente para a 10ª posição da Série B, com 42 pontos. Enquanto isso, o Brusque segue perto da zona de rebaixamento, na 16ª colocação, com 35. Em seguida, nesta quinta-feira (28), o Tigre visita o Aquidauanense, do Mato Grosso do Sul, pela Copa Verde, às 16h.

Já pela 33ª rodada da Série B, o Vila Nova encara o Cruzeiro, na próxima segunda-feira (1º), às 19h, na Arena Independência, em BH. Posteriormente, na terça-feira (2), o Brusque recebe o Náutico, às 16h (todos no horário de Brasília), no Estádio Augusto Bauer.

Foto destaque: Divulgação/Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).