Aniversariante Moisés. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Primeiramente o mês de setembro está a todo vapor pelos lados da Ponte Preta. Assim também o homem-gol do time, o craque, o decisivo, Moisés é o aniversariante do dia. A saber a frase: Vamos comemorar hoje é um grande dia foi responsável. Similarmente teve a famosa ovada e muita diversão com os companheiros de time.

Ocasionalmente o craque completa 25 anos no treinamento no CT Jardim Eulina. Da mesma forma quem pensa que os companheiros de time aliviaram, se engana. Moisés levou ovada na cabeça depois do treino e bem-humorado, brincou.

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)
(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)
Aniversariante Moisés. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)
Aniversariante Moisés. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)
Aniversariante Moisés. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)
Aniversariante Moisés. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

O jogador aproveitou para agradecer as mensagens de carinho dos torcedores

“Agradeço a Deus por mais um ano de vida e quem ganha presente é o torcedor. Escolhi os cinco gols mais bonitos que fiz e vamos sortear uma camisa minha autografada entre os que votarem naquele que acham o melhor. Também agradeço as felicitações e mensagens de carinho a todos os que me mandaram. Só tenho a agradecer e que Deus abençoe a todos: estamos juntos!”

Vale lembrar que o jogador está em alta e persegue os artilheiros da Macaca nas últimas temporadas. Simultanemanete está prestes a igualar Bruno Rodrigues (2020-2021) e André Luis (2018), com 11 gols cada. Além disso também caiu na graça da torcida ao marcar duas vezes em um dérbi contra o Guarani.

Juntamente com isso mais à frente aparece Roger, que, em 2019, balançou as redes 14 vezes pela Ponte (todas pela Série B). Ainda mais que tem ainda praticamente o turno da Série B pela frente e o atleta tem condição de alcançar o ex-atacante.

 

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

 

 

 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs