Análise Goiás x Ponte Preta. (Foto destaque: Reprodução /FNV)

Antecipadamente, Ponte Preta x Goiás se enfrentam na terça-feira (2), no Estádio da Serrinha, em Goiânia. De maneira que, com objetivos distintos os dois times chegam com o mesmo pensamento: a necessidade dos três pontos. Assim como, acompanhe a análise entre as equipes que se encontram pela vigésima sexta vez.

A saber, os dois times se esbarram desde 1982, mais precisamente no dia 17/01/1982, o campeonato? Taça de Ouro 1982 na 1ª Fase Grupo G da rodada 1. Ocasionalmente, a Ponte saiu vitoriosa no placar de 1×0 com gol marcado por Dicá.

Do mesmo modo, depois daquele primeiro jogo os times se encontraram mais 24 vezes. Juntamente com isso, a Ponte reúne onze vitórias com 27 gols marcados. Por outro lado, o Goiás chega querendo igualar as onze vitórias do adversário, pois carrega 10 triunfos e 38 gols marcados nesses duelos. Por outro lado o placar terminou empatado quatro vezes.

Eventualmente, a maior goleada aconteceu no Serra Dourada, em Goiás, no Campeonato Brasileiro de 2002 no dia 22/08/2002 pela 26ª rodada. Ou seja, o Goiás aplicou a maior goleada dos duelos: 5×0 com gols anotados por Leandro, Alex Dias e Jadílson.

Análise – Goiás x Ponte Preta

De maneira que em 25 jogos disputados quatro terminaram empatados, além de onze vitórias da Macaca e dez do Verdão da Serra. Assim como, os duelos foram espalhados pelo Brasileirão, Série B e Copa do Brasil.

Últimos 5 resultados das equipes:

Ponte Preta 2 x 1 Goiás – 23/07/20121 Série B 2021
Goiás 2 x 2 Ponte Preta – 21/09/2018 Série B 2018
Ponte Preta 2 x 1 Goiás – 05/06/2018 Série B 2018
Goiás 1 x 2 Ponte Preta– 16/09/2015 Brasileirão 2015
Ponte Preta 0 x 0 Goiás – 14/06/2015 Brasileirão 2015

Nesse ínterim, aguardamos um grande duelo no Estádio da Serrinha. Bem como, a Ponte visita o Verdão pressionada e precisando urgentemente pontuar já que ocupa a 15ª posição com 38 pontos e diminuiu três pontos para o Londrina, primeiro time do Z-4. Em contrapartida, o Goiás, é o 4º colocado, com 53 pontos e quer o acesso faltando sete rodadas para o fim da Série B.

 

 

 

Foto destaque: Reprodução /FNV

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs