América-MG

Na última sexta-feira (10), o América-MG comunicou de forma oficial a saída de sete jogadores do elenco de 2021. Assim, esses atletas não permanecem no Coelhão para a próxima temporada, na qual o time disputa a Libertadores. Além disso, outros jogadores, que ainda não tiveram anúncio do clube, também deixam o CT Lanna Drummond.

América-MG dispensa 7 atletas

Em suma, sete jogadores não terão a chance de disputar a Libertadores pelo América-MG em 2022. A saber, o primeiro deles, aclamado pela torcida americana, é o atacante Marcelo Toscano, de 36 anos. O veterano não terá seu contrato, válido até dia 31 desse mês, renovado. Assim, o atleta se despediu do clube atavés da sua conta oficial no Instagram.

Além disso, o América-MG também já anunciou que outros seis não terão seus vínculos renovados. A saber, GeovaneSabino agora ficam livres no mercado. Enquanto isso, Diego FerreiraLuiz FernandoIsaqueBruno Nazário voltam para seus clubes pelos quais estavam cedidos.

A saber, o meia Geovane e o lateral Diego Ferreira contribuíram muito para o acesso e a semifinal da Copa do Brasil em 2020. No entanto, não tiveram tanto êxito em 2021. Assim, o primeiro fica livre para assinar com outro clube, e o segundo volta para a Tombense. Além disso, Bruno Nazário acabou sendo uma decepção, e deve ser reemprestado pelo Hoffenheim.

Outros jogadores de saída

América-MG
Eduardo Bauermann em ação pelo América. (Foto: Divulgação / AFC)

Existem outros jogadores do elenco que estão saindo, mas ainda não foi anunciado pelo América-MG de forma oficial. Assim, um deles é o zagueiro Eduardo Bauermann, que já até se despediu através das redes sociaisA saber, seu destino deve ser o Santos, segundo informações veiculadas na Imprensa paulista. No entanto, o empresário do atleta não quis responder às investidas da reportagem.

Além disso, o volante Juninho, de 34 anos, capitão da equipe, desconversou sobre a renovação em coletiva no clube. Assim também, o lateral-esquerdo João Paulo, não quis dar mais detalhes. No entanto, ambos disseram que há “outras situações” acontecendo.

Foto destaque: Divulgação / Mourão Panda / AFC

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.