Juninho

Na tarde desta quarta-feira (8), o volante Juninho atendeu aos jornalistas na coletiva de Imprensa do América-MG. Assim, ao falar da sua permanência no time para 2022, o capitão do time desconversou. Bem como, usou um tom de incerteza na parte final da sua falar. Além disso, às vésperas da grande decisão, o volante falou sobre essa partida contra o São Paulo, que pode ser a mais importante da história do clube.

Juninho fala sobre possível permanência

O volante Juninho falou sobre sua renovação contratual para o ano de 2022. A saber, o volante de 34 anos, e capitão do time, está no América desde 2016, quando chegou emprestado pelo Athletico-PR. De lá para cá, já são seis temporadas, 272 jogos, 17 gols e oito assistências, segundo o site oGol. Além disso, a liderança e o estilo de jogo sempre agradaram o torcedor. No entanto, ao falar de sua permanência, desconversou.

“Essas coisas são normais no futebol. Lógico que o meu desejo é de permanecer no América. Esse desejo o clube já sabe, só que eu acho que tem coisas mais importantes agora a serem discutidas no momento. E uma delas é o jogo de amanhã [contra o São Paulo], e eu respeito isso. Porque, é algo muito grande para o América, muito maior que um Juninho no clube”, disse.

Além disso, Juninho usou um tom de incerteza para explicar seu pensamento sobre o futuro.

“Daqui a pouco chega outro que vai construir algo, as vezes até melhor que eu. É normal no futebol. Mas, minha vontade é de permanecer. Lógico que já teve algumas conversas e já chegaram também outras situações, mas eu estou bem focado em conseguir nosso objetivo de deixar o América com essa vaga na Libertadores junto com os companheiros. Depois todos se resolvem. Esse grupo aqui não vai existir em 2022, é impossível isso acontecer em uma equipe. Lógico que mudanças vão acontecer. Então, é curtir o máximo esse grupo e coroar essa temporada com essa classificação no jogo contra o São Paulo“, completou.

>> América enfrenta o São Paulo, na última rodada do Brasileirão, visando vaga na Libertadores. Veja o pré-jogo

>> João Paulo desconversa sobre renovação

Foto destaque: Divulgação / América FC

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.