pássaro e cano clube

Em suma, Alexandro Pássaro, antigo diretor executivo do Vasco, deu entrevista coletiva e comentou momentos que passou na equipe. Decerto, um dos pontos abordados, foi a saída de Germán Cano. O argentino, muito amado pela torcida, agora procura novo clube.

Pássaro contou detalhes da permanência de Cano para a disputa da Série B de 2021, além de dar um depoimento pessoal sobre o futuro do atacante:

“Posso falar do momento que estava lá. Não sei o que aconteceu depois. Quando o Vasco foi rebaixado para Série B, nós tivemos oito dias entre o rebaixamento e a estreia no Carioca. Foi uma coisa insana. Chamei o Cano na minha sala, expliquei como eu pensava o trabalho e pedi para que ele nos desse uma chance de ficar. Ele tinha muito assédio, o Vasco tinha uma dívida com ele, que tinha uma situação contratual confortável para sair. No dia da minha despedida, ele disse que não se arrependia, pois fizemos um trabalho legal.

No dia após o jogo contra o Botafogo, recebi o empresário, já sabia que eu sairia, mas queria deixar as coisas encaminhadas. Externei o desejo de renovação, mas acabei saindo três dias depois. Foi o último contato. Acabei falando com ele agora, depois que ele saiu. Mas é um atleta que participou de uma equipe que foi rebaixada e outra que não subiu. E ele tem uma média de quase 0,5 por jogo. Sou testemunha de quanto ele trabalha. Tenho certeza que, assim como a torcida ficou carente dele, ele também vai sentir muita falta do Vasco”.

https://www.youtube.com/watch?v=m-IadLVbXP8

Clube ainda não contratou novo executivo

Decerto, após a saída de Pássaro, o Vasco ainda não contratou novo executivo. Até agora, as negociações para novos jogadores estão sendo realizadas pelo Presidente Jorge Salgado, e o treinador Zé Ricardo. Outro rosto importante no futebol do clube, agora, é Carlos Brazil. O dirigente retornou ao Rio para ocupar a gerência da pasta, mas vem realizando as funções de direção.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!