Alexandre Campello é condenado após acusação enquanto era presidente do Vasco

Em suma, o ex presidente do Vasco, Alexandre Campello, teve condenação na justiça e terá de pagar cerca de R$60 mil a Alex Evangelista, ex funcionário do clube. Decerto, na época, Campello e Alex, que era preparador físico, trocaram farpas por conta de aparelhos da academia privada do time.

Portanto, Alex era nome de confiança de Eurico Miranda, presidente que antecedeu Campello. Em acusações, o ex presidente declarou que o preparador físico pegou para si, aparelhos do clube que custariam, no total, R$500 mil.

O caso foi parar na justiça e na segunda instância, mais uma vez Evangelista levou a melhor. Campello prometeu recorrer.

Vasco: caso tem política envolvendo Alexandre Campello

Decerto, o caso não deixa de ter participação política. Em suma, Evangelista era grande apoiador de Eurico Miranda, rival de Alexandre Campello internamente. Além disso, o ex preparador também participa de alguns grupos políticos, exemplo disso, é seu advogado, Leonardo Rodrigues.

Portanto, o nome da acusação é membro do grupo Fuzarca, que historicamente apoiou Eurico e seu grupo político, o Casaca. Confira nota da defesa do ex preparador do clube, em relação ao processo:

“A decisão de segunda instância, além de prestigiar a sentença de primeiro grau, destaca a injustiça e a irresponsabilidade das mentirosas acusações assacadas contra Alex. Mais que isso, ela registra que nós comprovamos que as acusações não tinham nenhum embasamento. Nós simplesmente poderíamos ter seguido a postura de esperar com que o Campello comprovasse a veracidade das acusações, o que seria impossível dada a mentira. Só com isso ganharíamos o processo. Mas para que não restassem dúvidas, fomos além e comprovamos que Alex nunca se apropriou de nada do Vasco, conforme trecho da decisão que afirma isso textualmente. Ao contrário, segundo a sentença reconheceu, o ex-presidente que reteve aparelho de Alex escudando-se no clube. Esse aparelho continua no Vasco em virtude de acordo feito com o clube no qual lhe foi conferido um comodato (empréstimo gratuito) até dezembro deste ano”.

Foto destaque: Divulgação/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!