Alan Mineiro cospe em bandeira do Goiás, que revida: “Já perderam tanto, que perderam até o respeito”

No domingo (7), ocorreu no Estádio da Serrinha o clássico entre Goiás e Vila Nova, pela 3ª rodada do Campeonato Goiano. Entretanto, na vitória do Esmeraldino por 1 x 0, o que chamou a atenção foi a atitude do meia colorado Alan Mineiro.

Em síntese, prestes a cobrar escanteio, o jogador esticou a bandeira que fica ali com o escudo do time verde e, assim, cuspiu nela. A ação, por sua vez, ocorreu nos acréscimos do 2º tempo de jogo, quando o Tigre já estava atrás no placar. 

https://twitter.com/diariodevideos/status/1368670575384739840?s=21

Pedido de desculpa de Alan Mineiro

Contudo, ao final do duelo, o meia de 33 anos se mostrou arrependido e, dessa forma, pediu desculpa ao clube pela atitude. Enfim, Alan Mineiro postou um vídeo em seu Instagram com o título “Esclarecimentos e desculpas”. Assim, segue trecho da entrevista cedida à assessoria do Vila Nova.

“Estou aqui pessoalmente pedir desculpa à instituição do Goiás. Fiz uma coisa da qual não me orgulho. Não foi exemplo para o meu filho, que está em casa, e para a minha família. Foi muito feio da minha parte, mas sou homem de vir aqui e pedir desculpa para o Goiás publicamente. Isso não é exemplo para ninguém”, finalizou o atleta.

Goiás rebate: “Tem que respeitar”

Depois do episódio, o Goiás agiu rápido e publicou em suas redes sociais um vídeo rebatendo a ação de Alan Mineiro. Assim, no clipe, o clube afirma: “Já perderam tanto, que perderam até o respeito. Tem que respeitar!”. Além disso, na sequência, mostra a bandeira sendo higienizada com álcool. Por fim, termina com os dizeres: “Higienização completada com sucesso. Agora é com você, STJD!”. Enfim, confira abaixo o vídeo publicado.

Foto destaque: Divulgação/Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Danyela Freitas

Danyela Freitas

Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).