Vila Nova tem boas recordações de duelos contra Remo

Antes de mais nada, pela 29ª rodada da Série B, nesta sexta-feira (8), Vila Nova enfrenta o Remo no OBA, em Goiânia. Em resumo, os goianos têm boas lembranças de confrontos recentes contra os paraenses. A saber, no 1º turno do torneio, o Tigre venceu o Leão em pleno Baenão por 1 x 0, com gol do zagueiro colorado Rafael Donato.

Em segundo lugar, antes disso, na temporada passada, as duas equipes fizeram a grande final da Série C. Em suma, esperava-se um confronto equilibrado, já que, na 1ª fase da competição daquele ano, os times haviam se enfrentado duas vezes, e ambos os jogos terminaram em 0 x 0.

Times fizeram a final da Série C de 2020

No entanto, indo contra os prognósticos, o Vila Nova foi superior nas duas partidas da final e, com isso, sagrou-se tricampeão da Série C. Em resumo, no jogo de ida, em Goiânia, o Tigre venceu por 5 x 1 de virada. Assim, enquanto Gilberto Alemão abriu o placar, Talles (duas vezes), Alan Mineiro e Henan (duas vezes) fizeram os gols do Colorado. Com isso, os goianos viajaram a Belém já com uma mão na taça.

Ainda assim, o Tigre triunfou na capital paraense novamente de virada. Dessa vez, Felipe Gedoz e Lucas Siqueira balançaram as redes para o Leão, e Alan Mineiro e Pablo marcaram para o Vila Nova. Por fim, aos 43’ do 2º tempo, quando o placar marcava 2 x 2, Mimica, do Remo, fez um gol contra. Portanto, os goianos venceram mais uma vez: 3 x 2 (e 8 x 3 no agregado).

Retrospecto geral entre Remo x Vila Nova

De acordo com o site Futebol de Goyaz, as equipes se enfrentaram 15 vezes. Assim, o Vila Nova venceu cinco partidas, enquanto o Remo triunfou em outras quatro. Por fim, seis duelos terminaram em igualdade no placar. Além disso, o Colorado também leva a melhor quanto ao número de gols: 19 contra 17.

Foto destaque: Divulgação/Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).