América-MG

Copinha 2022 está chegando, inclusive o América-MG já até sabe quem irá enfrentar na fase de grupos. Aliás, em 2021 a maior competição de base do Brasil não aconteceu por causa da pandemia. Assim, este é o retorno da Copa São Paulo Futebol Júnior, que está gerando expectativa no público. Assim, o Futebol na Veia traz as cinco melhores (não em ordem) revelações do Coelhão, que é um dos grandes clubes referência neste quesito.

Top 5 – maiores revelações do América-MG

Fred (2001-2004)

América-MG
Fred em ação pelo América. (Foto: Reprodução / TV Globo Minas)

De fato, desta lista, o que mais tem relação com a Copinha é o centroavante Fred que estava na lista de dispensa do América-MG em 2003. No entanto, em um jogo da competição o atacante, que tinha 19 anos, marcou o gol mais rápido da história do futebol, com 3,17 segundos. Assim, o Don Fredon teve seu primeiro destaque, entrando para   o livro dos récordes mundiais.

Dessa forma, o América-MG desistiu de dispensá-lo, já que ele fez uma boa Copinha. Assim, somou 56 jogos com o Coelhão, e marcou 33 gols, de acordo com o site oGol. Depois se transferiu para o rival Cruzeiro, onde também foi artilheiro, se destacou e chegou ao Lyon-FRA, onde teve destaque internacional. Na França, chegou à seleção brasileira e até foi convocado às Copas do Mundo de 2006 e 2014.

No entanto, o capítulo mais lindo da sua história foi escrito com a camisa do Fluminense, onde jogou por sete temporadas e meia. No TricolorFred se sagrou bi-campeão brasileiro em 2010 e 2012. Bem como, conquistou o título de artilheiro do Brasileirão três vezes.

Richarlison (2014-2015)

Ainda no setor de ataque, temos o Richalison, também conhecido como Pombo, atualmente no Everton-ING. De fato, o jogador não atuou na Copinha pelo América-MG. Mas, foi achado pelos olheiros jogando a competição pelo Real Noroeste-ES. Assim, já entrava em partidas durante a Série B de 2014. No entanto, em 2015 ele teve seu maior destaque, fazendo gols importantes para o clube na campanha de acesso.

Assim, logo chegou ao Fluminense para a temporada 2016. E teve muito destaque no Tricolor das Laranjeiras, sendo um dos melhores jogadores do Brasileirão. Chamou a atenção do mercado europeu, e foi comprado pelo Watford-ING em 2017. Um ano depois, o Everton-ING o contratou como esperanças de gols para a temporada de 2018, e até hoje está nos Toffees. Além disso, Richarlison é figurinha carimbada na Seleção Brasileira, onde conquistou a Copa América 2019, e foi artilheiro dos Jogos Olímpicos 2020.

Gilberto Silva (1995-2000)

América-MG
Gilberto Silva, na Copa do Mundo de 2010 pela Seleção Brasileira. (Foto: Divulgação / CBF)

Este outro, já entrando na ala dos defensores, é o lendário volante da Seleção BrasileiraGilberto Silva. A saber, ele também é considerado por muitos o melhor brasileiro que já atuou na Premier League, em seus tempos de Arsenal. Além disso, foi penta-campeão do mundo em 2002, conquistou duas Copas da Confederações e uma Copa América em 2007.

Em suma, Gilberto Silva começou a carreira no América-MG, quando foi promovido à equipe profissional em 1997. No Coelhão, ele conquistou o título da Série B em seu primeiro ano no time principal. Além disso, estava presente na conquista da Copa Sul-Minas em 2000.

Danilo (2006-2010)

América-MG
Danilo treinando no CT Lanna Drummond. (Foto: Jorge Gontijo / EM-D. A. Press)

O atual lateral-direito titular da Seleção BrasileiraDanilo da Juventus-ITA, também foi revelado pelo América-MG. A saber, seu primeiro ano de profissional foi 2009, quando esteve presente no time campeão da Série C do Coelhão. Assim, começou o ano de 2010 no clube, mas saiu para o super-time do Santos de Neymar, GansoRobinho.

Ademais, jogou em grandes clubes europeus como Porto-PORReal Madrid-ESPManchester City-ING. Aliás, em todos como titular ou brigando pela posição. Atualmente, está no futebol italiano, atuando pela Juventus.

Ruy (1995-2001)

América-MG
Ruy jogando pelo América. (Foto: Divulgação / Cristiano Machado / Hoje em Dia)

O quinto grande jogador, é o lateral-direito Ruy, também conhecido como Ruy Cabeção. A saber, o icônico jogador começou no América-MG quando subiu para o profissional em 1999. No entanto, foi em 2000 que ele assumiu a titularidade realmente. Assim, com grande destaque, se transferiu para o Cruzeiro em 2002. De fato, se sobressaiu também no futebol carioca, em suas passagens por BotafogoFluminense.

Ruy conquistou muitos títulos na carreira, como a Copa Sul-Minas e o Mineiro 2001 pelo América-MG. Além disso, em outros clubes, levou para casa o Carioca de 2006 no Botafogo. Bem como, chegou a ser vice-campeão da Copa do Brasil de 2007 no Figueirense.

Mais notícias do América-MG

>> Juninho renova com o América-MG por mais dois anos

Foto destaque: Divulgação / Gazeta Press

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.