Sport x Ponte Preta

A princípio, Sport e Ponte Preta se enfrentaram na noite desta quarta-feira (20), no estádio Adelmar da Costa Carvalho. Em suma, a partida foi válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Precisando apenas de um empate para a primeira divisão, o Leão da Ilha contou com noite inspirada de Guilherme e venceu pelo placar de 2 x 1. O atacante marcou duas vezes e chegou ao seu 17º gol na competição. Por outro lado, o jogo também foi marcado por três expulsões. Uma para o Sport e duas para a Macaca.

1º TEMPO

A etapa inicial foi completamente da Ponte Preta. Mesmo com a vida ganha na Série B, a Macaca partiu para cima querendo estragar o acesso do Sport à elite do futebol. Em suma, o primeiro lance de perigo foi logo no minuto minuto inicial com Roger. Renato Cajá levantou na área, e Roger, caindo, conseguiu a finalização de primeira. Bola desviou em Charles e saiu pela linha de fundo.

Assim também, a Ponte levou perigo aos 3′, novamente com Roger. O atacante recebeu na área e chutou de primeira para a defesa de Luan Polli. Por outro lado, os donos da casa só levaram perigo ao gol adversário aos 11′. Charles roubou a bola no meio de campo, levou até a linha da área e chutou forte. A bola passou perto da trave do gol e saiu.

Logo depois saiu o gol da Macaca. Aos 19′, Renato Cajá cobrou o escanteio no pé do Roger que só teve o trabalho de desviar para abrir o placar. Mesmo depois do gol, os visitantes ainda continuaram tomando conta do jogo. Marquinhos recebeu e chutou forte para a defesa do goleiro. Mas só no final do primeiro tempo, o Sport chegou com perigo novamente. Raul Prata cruzou a bola achou Guilherme que cabeceou para o chão e passou raspando a trave.

2º TEMPO

Antes de mais nada, na etapa final o jogo mudou. Precisando ao menos empatar para voltar para a Série A do ano que vem, o Sport foi para cima. Por conta disso, logo aos 2′, quase saiu o gol de empate. Elton subiu mais que todo mundo e de cabeça jogou em direção do gol. A bola pegou efeito mas Ygor estava esperto. Aos 5, novamente o Leão da Ilha chegou perto. Raul Prata cruzou, Guilherme ajeitou para Guilherme Lazaroni, que de primeira chutou forte obrigando o goleiro a fazer a defesa.

Enfim a pressão deu certo. Aos 14′, saiu o gol de empate com Guilherme. Raul Prata cruzou rasteiro, a bola achou Elton que só dominou e tocou para o atacante bater no cantinho no fundo das redes. Como empate parcial, o Sport estava se garantindo na primeira divisão do ano que vem. Aos 24′, quase a Ponte Preta fez o segundo. Marquinhos recebeu e invadiu a área, cortou o zagueiro e chutou no canto. O goleiro Luan Polli se esticou todo para mandar a bola para linha de fundo.

Aos 30′, rolou uma confusão entre Marquinhos e Hyuri que se estranharam na lateral e trocaram agressões. O juiz não quis saber e aplicou o vermelho nos dois. O jogo foi ficando mais pegado até que aos 39′, outro jogador da Macaca foi expulso, Vico. O atacante acertou o cotovelo no supercílio de Éder.

Por conta disso, com vantagem numérica, o Sport foi para cima. Até que nos acréscimos saiu o gol da virada. Raul Prata limpou o zagueiro e cruzou, a bola achou João Igor que chutou, o goleiro fez a defesa mas no rebote Guilherme botou no fundo das redes e fez o seu segundo gol na partida. Dessa forma, o atacante chegou ao seu 17º gol e é o artilheiro do Campeonato.

E AGORA?

Assim, com a vitória o Sport ficou com 67 pontos e não pode ser mais alcançado pelo América-MG, quinto colocado. Em suma, o Leão da Ilha garantiu o acesso e também o vice-campeonato da Série B. Dessa forma, vai para a última rodada encarar Atlético-GO, no estádio Antonio Accioly, no sábado (30), às 16h (horário de Brasília). Por outro lado, a Ponte Preta caiu para 13º lugar com 44 pontos. Por fim, vai para a última rodada enfrentar o Brasil de Pelotas, em casa, na terça-feira (26), às 19h (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Aldo Carneiro / Pernambuco Press

Gabriel Gonçalves
Formado em jornalismo, escolhi esse caminho pois gosto de contar histórias para as pessoas. Apaixonado por esportes, agradeço ao meu avô por ter colocado o futebol na minha vida.

Artigos Relacionados