Sabe-se que a lateral-direita vem sendo um problema para o São Paulo há um bom tempo. Afinal, o Tricolor Paulista teve diversos jogadores que passaram pela posição, mas ninguém deu conta do recado. Dessa forma, a difícil missão de encaixar alguém nessa função atrapalha o trabalho de Rogério Ceni. Assim, o técnico vem fazendo uma série de testes e a definição está longe de se concretizar.

Em suma, ao longo da temporada, três jogadores de ofício da posição já passaram pelos titulares. Inclusive, um deles, Dani Alves, conhecido como um dos melhores laterais-direitos do mundo, não rendeu. O atleta teve uma passagem marcada por polêmicas pela equipe do Morumbi e rescindiu contrato com o clube. Além disso, Igor Vinícius e Orejuela também foram testados e não agradou a torcida.

Leia mais:

O problema na lateral-direita do São Paulo

A princípio, Igor Vinícius recebeu algumas chances, a maioria sob o comando de Crespo. O lateral teve poucos momentos de felicidade no São Paulo. Contudo, o excesso de cruzamentos errados, recuadas de bola e erros defensivos fizeram ele perder espaço.

Por outro lado, Orejuela jogou poucos jogos com a camisa do São Paulo. Aliás, até a chegada de Rogério Ceni, o colombiano havia jogado apenas oito jogos. Assim, o empresário do atleta veio a público informar que caso as chances não aprecessem, o lateral deixaria o clube. Portanto, dias depois, com o novo comandante, passou a receber mais oportunidades. Porém, sem sucesso, retornou ao banco de reservas.

Dessa forma, os treinadores da temporada recorreram a improvisações nesse setor. Portanto, Rigoni, Marquinhos Galeano e Shaylon já atuaram como laterais-direitos. Inclusive, o paraguaio teve uma boa sequência, mas teve uma lesão séria que o afastou da equipe.

Agora, Rogério Ceni precisa resolver o problema da lateral-direita do São Paulo. Assim, fica a expectativa para saber quem será no titular no próximo duelo, que será contra o Athletico, na quarta-feira (24), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão.

Foto Destaque: Divulgação/Fellipe Lucena/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.

Deixe um comentário