Rodrigão no treino da Ponte Preta. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Em primeiro lugar Rodrigão, atacante sentiu um desconforto muscular durante a preparação da Ponte Preta para a partida no próximo domingo (8), contra o Botafogo e virou dúvida. O jogador será avaliado pelo departamento médico alvinegro no próximo sábado (8), antes da viagem para o Rio de Janeiro.

Assim também a decisão depende da evolução do quadro de um dia para o outro, mas a tendência, neste momento, é que ele seja preservado de olho no confronto direto na próxima quarta-feira (11) contra o Londrina, no Moisés Lucarelli. Do mesmo modo o atacante vinha de um longo período sem atuar antes de chegar à Macaca.

Em suma se o atleta ficar fora, Kleina tem Josiel e Veras como opções para manter a formação ofensiva com um homem de referência. Caso opte por usar três atacantes de velocidade, o recém-contratado Iago, Niltinho e Fessin entram na disputa.

Rodrigão pode ficar de fora, mas a Ponte Preta tem mudança certa

Juntamente com isso o time já teria uma mudança certa entre os titulares em relação ao empate por 1 x 1 com o CRB. Bem como Cleylton foi expulso em Maceió, Kleina confirmou que Rayan, escolhido para recompor a zaga no Rei Pelé, vai atuar ao lado de Fábio Sanches.

“O Rayan entrou bem lá, é experiente e tem a nossa confiança. Espero que possa repetir o que fez em Maceió, quando entrou numa situação difícil, com um a menos e há um tempo sem jogar, e conseguiu sustentar”,  disse Kleina

Por outro lado sobre o restante do time, uma provável Ponte tem Ivan, Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Felipe Albuquerque. Assim também André Luiz, Locatelli e Camilo. Ainda mais Richard, Moisés e Josiel.

Do mesmo modo além de Cleylton, Kleina não poderá contar com o zagueiro Ednei, em tratamento de dores na coxa. Bem como Lucas Cândido, volante e o meia Thalles, em recuperação de problemas musculares. Ou seja, os dois últimos apareceram correndo em volta do gramado nas fotos divulgadas pelo clube nesta sexta-feira (6).

Em conclusão sem perder há dois jogos, a Ponte tem 13 pontos e tenta manter a recuperação para seguir fora da zona de rebaixamento da Série B.

 

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs