Rodrigão comemora gol contra o CRB. (Foto destaque: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

A princípio a pergunta é essa para você pontepretano o Rodrigão é o homem gol da Ponte Preta? Bem como o atacante foi o responsável por garantir o empate por 1 x 1 com o CRB, em Maceió. Assim também após quebrar o jejum pessoal de 17 meses sem marcar, o atleta foi às redes pelo segundo jogo consecutivo para dividir a artilharia alvinegra na Série B do Brasileiro com outros três jogadores.

Simultaneamente o craque chegou aos dois gols, assim como Moisés, CamiloDawhan. Por outro lado dos artilheiros Dawhan é o único que já não faz mais parte do elenco da Macaca, pois hoje defende o Juventude na Série A do Brasileirão.

Assim também o futebolista não marcava em duas partidas seguidas desde a reta final da Série B de 2019, quando foi o artilheiro da campanha de acesso do Coritiba à elite nacional, com 13 gols. Do mesmo modo os dois gols anotados reforçaram a principal característica dele: a presença de área.

Do mesmo modo foi assim contra o Goiás, quando dividiu com o marcador pelo chão, após cruzamento de Rafael Santos, e empurrou para as redes. Aos 5 min do 2º tempo – gol de dentro da área da Ponte.

Depois, diante do CRB, foi a vez de aproveitar o forte jogo aéreo que tem, completando com uma cabeçada precisa o levantamento de Moisés. Aos 45 min do 1º tempo – gol de cabeça.

Rodrigão

Da mesma forma durante 2020, o futebolista enfrentou problemas físicos, chegando a ficar quase oito meses sem entrar em campo pelo Ceará. Bem como, o atleta passou por um drama pessoal, com a retirada de um tumor da canela esquerda. Agora, busca reencontrar os melhores momentos da carreira.

Em suma a Ponte volta a campo no próximo domingo (8), contra o Botafogo. Juntamente com isso a equipe viaja ai Rio de Janeiro e a partida acontecerá às 20h30, no Engenhão.

Em conclusão, a Veterana  tem 13 pontos, tenta a primeira vitória fora de casa na Série B para se manter fora da zona de rebaixamento.

 

Foto destaque: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs