Renan Mota teve rápida passagem pela Ponte Preta. (Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Inicialmente Renan Mota chegou em fevereiro na Ponte Preta e a expectativa era grande com a sua chegada. Bem como ninguém imaginava que o futebolista ficaria pouco tempo no time. Do mesmo modo o atleta foi confirmado como novo reforço do Villa Nova nesta segunda-feira (31). Vale lembrar que o meia é o quinto jogador que deixa a clube desde o fim do Campeonato Paulista.

Da mesma forma, o futebolista chegou à Ponte durante a preparação para o estadual. Do mesmo modo após passar as duas últimas temporadas pelo Kyoto Sanga, da segunda divisão do Japão. Assim como o craque tinha contrato até o fim de novembro, mas chegou a um acordo para ser liberado e acertar com o clube goiano.

Renan Mota e sua rápida passagem pela Ponte

Assim também durante sua passagem pelo clube, o meia de 29 anos não conseguiu se firmar entre os titulares. Juntamente com isso vale lembrar que esteve entre os contaminados pela Covid-19 durante o surto que a equipe encarou em março e ainda teve que lidar com uma lesão muscular na coxa. Ainda mais que participou de apenas nove jogos, sendo três como titular, entre Paulistão e Copa do Brasil. Assim como não marcou gols.

Ou seja, também deixaram a Macaca: Luizão, zagueiro; Barreto, volante; Bruno Michel, atacante; e Apodi, lateral-direito. Além disso, Yuri, lateral-esquerdo está fora dos planos. No entanto, tem contrato até o fim do ano e continua treinando com o elenco até que seja feito um acordo.

Em suma, se por um lado o time já perdeu cinco jogadores para a sequência da temporada, por outro já confirmou três reforços: o atacante Richard, o lateral-esquerdo Rafael Santos e o volante Lucas Cândido. O atacante Josiel, do Cuiabá, deve ser o próximo nome confirmado pelo clube.

Em conclusão, após perder no último domingo (30) para o Brusque por 2 x 1, a Veterana começa a semana de olho no duelo com o Vasco. Bem como o jogo acontece no próximo domingo (6), às 16h, no Moisés Lucarelli, pela segunda rodada.

 

 

Foto destaque: Diego Almeida/PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs