Pela segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019, a de 32 avos de final, o Red Bull Brasil recebe o Ituano no Estádio Dr. Jayme Cintra, em Jundiaí, às 16h (horário de Brasília). Num grupo 18 equilibrado, os Bulls de Campinas tiveram dois empates e apenas uma vitória. Por outro lado, o Galinho de Itu passou em 2º lugar apenas por ter um gol a menos de saldo que o rival Corinthians, do qual empataram na última rodada, da qual já estavam classificados, após duas vitórias. Nesta “fazenda”, equilíbrio é o que se espera do confronto.

Red Bull Brasil

Os mandantes não são favoritos apesar de terem passado à segunda fase na liderança. Com apenas um triunfo contra dois do adversário, isso coloca os visitantes como candidatos ao triunfo. Mas o time da casa não vai deixar sua dura classificação fique pelo caminho. Por isso contam com Luis PhelipeDanilo como principais jogadores do time. Inclusive, ambos já tem contrato profissional e jogaram Copa Paulista. E o técnico Alexandre Lemos falou sobre a partida, abordando as vantagens e dificuldades do clube campineiro no duelo:

“Nós conhecemos o Ituano, assim como o Ituano conhece nossa equipe. Na realidade é um time muito técnico, com quatro homens da frente com muita mobilidade, jogadores de bom nível técnico. É uma equipe perigosa e nós temos que fazer um grande jogo. Essa fase da competição já uma fase que é apenas um jogo e se você entra mal no jogo pode ser determinante para o resultado final da partida. Então nos temos que estar sempre mutio concentrados, buscando atacar as ações daquelas que o adversário nos permite, buscando os defeitos e as coisas que eles não fazem tão bem para que nos possamos usar a nosso favor e fazer um grande jogo”.

Provável escalação: Belli; Wallison, Jhonatan, Victor César e Vitor; Theo, Amarildo, Wagner e Danilo; Luis Phelipe e Leonardo. Técnico: Alexandre Pereira Lemos.

Ituano

O time de Itu passou em segundo, mas é, até então, um dos melhores times da competição. Como admitido pelo próprio técnico rival, os homens de frente são rápidos e decisivos, como Martinelli, um dos nomes mais comentado da Copinha até então. O camisa 11 já marcou cinco gols em três partidas e é o vice-artilheiro do torneio, só sendo superado por Gabriel Novaes, do São Paulo, que chegou ao 7º gol no último jogo com o hat-trick sobre o Rio Claro. Além de um bom grupo titular, o plantel ainda conta com outras três “ferinhas” que estão para despontar nesta competição e que vão ganhando minutos pouco a pouco, tentando buscar espaço com Zé Sérgio.

Trata-se de Lucas Rodrigues, um dos principais artilheiros do Paulista Sub-17 de 2017 com 15 gols. O jovem está em sua primeira Taça São Paulo, já vem treinando com o profissional e se destacando. Pablo é outra promessa. O jogador tinha muita projeção na equipe, mas sofreu com lesões em 2017. Voltou ao ritmo em 2018, e volta a buscar espaço. João Felipe é polivalente, podendo jogar de atacante de beirada de campo, meia-atacante e até segundo volante. Uma das grandes apostas, também está debutando na Copinha. Fez um ótimo Paulista Sub-17 e recentemente fez alguns treinos na equipe profissional, sendo muito elogiado pelo treinador da equipe.

“Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas minhas expectativas são boas, o time vem em uma crescente muito boa, o jogo contra o Corinthians nos deu muita confiança, apesar do empate o time foi muito bem, acredito que se fizermos o nosso jogo, um ajudando o outro, podemos sair com a vitória. E se eu tiver oportunidade vou dar o meu melhor pra ajudar a equipe a se classificar para a próxima fase”, enfatizou Lucas. Já Pablo leva mais para o lado da força de vontade: “Minha expectativa para esse jogo é a melhor, espero entrar, ajudar meu time independente das circunstâncias do jogo. Espero entrar bem. Raça e dedicação não vão faltar”. 

“A expectativa é muito boa. Não só eu, mas toda a equipe estamos confiantes que vamos fazer uma excelente partida amanhã. Sabemos da dificuldade que a gente vai encontrar, um adversário difícil, mas estamos focados num mesmo objetivo que é passar pelo Red Bull. Sabemos a força do nosso elenco, a qualidade que a gente tem, e a vitória vai ser consequência. Ajustamos os erros da última partida nos treinos e vamos colocar em prática tudo o que a gente treinou. E é como o nosso treinador fala: ‘para nós não é uma Copa São Paulo, é uma Copa do Mundo'”, bradou João Felipe.

Provável escalação: João Victor; Léo Duarte, Gustavo Alemão, Bernardo e Léo Augusto; Elzio Lohan, Donizete, Geovane e Canhota; Gui Mendes e Martinelli. Técnico: Zé Sérgio.

Retrospecto

As equipe fizeram um amistoso de preparação para esta Copinha no dia 18 de dezembro e a partida terminou em empate. Técnico do Ituano, Zé Sérgio comentou sobre o adversário:

“Os dois times já se conhecem. Tanto o Ituano como o Red Bull já estão acostumados a se enfrentarem. Fizemos até um amistoso antes de começar a Copa. Eles têm um jeito diferente de jogar do nosso. Vamos trabalhar da mesma forma que estamos trabalhando: com um time ofensivo, procurando o gol e marcando pressão. Temos que jogar bola e ter vontade de vencer, como fizemos contra o Corinthians”.

Na primeira fase o Red Bull Brasil estreou com empate sem gols com os donos da casa, o Paulista. Na rodada seguinte, golearam o Vila Nova-GO por 4 x 1, assumindo a liderança. Fecharam sua participação na etapa inicial contra o Porto-PE num empate de 1 x 1, passando em 1º lugar por conta de dois gols de saldo, por ter levado dois tendos a menos que o time pernambucano. Já o Ituano passou em segundo pelo fato de feito um gol a menos, mesmo tendo sofrido um tento a menos e ter ficado com os mesmos quatro de saldo que o Corinthians. No primeiro duelo bateram o Sinop-MT por 2 x 0. Em seguida venceram o Capital/Ricanato-TO por 4 x 2, além de fechar a última rodada da primeira fase com o empate de 2 x 2 com o Timãozinho.

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados