Quintero fala sobre momento do Vasco: “Detalhes que temos que ajustar”

Em suma, o zagueiro Quintero falou em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (5) e assumiu a culpa pelos desempenhos ruins da equipe dentro desta Série B. Na mesma linha do capitão Nenê, que já havia dito sobre a responsabilidade dos jogadores, o colombiano fez questão de cobrar os companheiros para um melhor jogo:

“Eu penso como o Nenê. São 11 jogadores que entram em campo. Claro que tem estratégias, mas nós que tomamos decisões. A pressão é grande, é um clube gigante, mas eu acho que no dia a dia estamos bem, com o grupo, com o treinador, com os funcionários. Nos treinos nos dedicamos 200%, nos cobramos, eu me cobro muito. Não gosto de perder e tentamos o máximo possível chegar à vitória.

Falta ajudar detalhes, o futebol é detalhe. Temos tido oportunidades de gols, mas não temos sido eficientes. No último jogo falhamos lá trás, e são coisas que podem mudar a partida. Detalhes que temos que ajustar”.

Sobre a pressão da torcida, Quintero falou que entende o tamanho do Vasco e a paixão que envolve o clube, mas descordou das cobranças da organizada, que foi cobrar o time no aeroporto, antes do jogo contra a Tombense:

“Temos que lidar com isso, saber da grandeza do clube que estamos. É um clube gigante e temos que saber lidar com isso. Mas eu não concordo (com o tipo de abordagem). Somos profissionais, tudo tem o seu limite, o seu respeito. Até certo ponto temos que aceitar, depois, passa dos limites, é falta de respeito”.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!