Presidente do Vila Nova faz declaração sobre possível favorito da Série B: “quem tem maior orçamento”

Primeiramente, em entrevista para a Rádio Sagres, de Goiânia, o presidente do Vila Nova, Hugo Jorge Bravo, falou a respeito dos favoritos para levar o troféu de campeão da Série B de 2021. Assim, no podcast Debates Esportivos, o mandatário comparou a folha de pagamento de alguns clubes do torneio.

“Parto sempre do princípio de que o favorito é quem tem o maior orçamento, o maior dinheiro pra investir. A estimativa de folha do Vasco é de R$ 2 milhões a R$ 3 milhões. Estamos trabalhando aqui no Vila com a estimativa de R$ 500 mil a R$ 550 mil, a diferença é brutal. Mas vamos tirar essa diferença com trabalho, organização tática, padrão e estratégia de jogo, saber jogar dentro e fora de casa, potencializar nossos pontos fortes e melhorar nossas fragilidades, estar na ponta dos cascos no aspecto físico, paraa tirar essa diferença”, garantiu Hugo Jorge Bravo.

Caso Ibáñez

A saber, em 2020, a equipe goiana tinha dívida de, aproximadamente, R$ 60 milhões. Atualmente, segundo Hugo Jorge Bravo, o valor praticamente não mudou. A equipe do Futebol Na Veia trouxe, anteriormente, o caso do zagueiro Walter Ibáñez. Em síntese, o jogador levou o clube à justiça por conta de um possível não cumprimento de contrato.

No início de 2017, o até então presidente do Vila Nova, Ecival Martins, supostamente assinou um pré-contrato com o defensor. Contudo, posteriormente, o Tigre desistiu da contratação. A partir disso, o zagueiro levou o clube para a justiça. A princípio, a defesa do uruguaio pediu R$ 700 mil.

Em 2019, em primeira instância, o Colorado perdeu o recurso e recorreu da decisão. Entretanto, de acordo com imagem postada pelo atual presidente do clube goiano, o Vila deve pagar ao jogador R$ 330 mil. Por fim, atualmente com 36 anos, Ibáñez está sem clube. 

Prêmios do Vila Nova são penhorados

A princípio, parte do valor que o Colorado receberia da CBF já foi penhorado. A saber, a quantia era do televisionamento dos jogos da Série B de 2021. Além disso, o montante que a equipe recebeu por passar para a 2ª fase da Copa do Brasil, ao vencer o Atlético-BA por 3 x 0, também teve que ser penhorado.

Foto destaque: Divulgação/Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).