Por conta das eleições na Ponte Preta. (Foto: Álvaro Jr/ PontePress)

Inicialmente, na 15ª posição na Série B ainda ameaçada pelo rebaixamento, a Ponte Preta terá um jogo decisivo contra o Confiança. A saber, o jogo acontece em Aracaju, no próximo sábado (20). Por conta das eleições no clube, que acontece no próximo sábado (20), o presidente Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, e o superintendente David Martins, acompanharão tudo em Campinas.

Do mesmo modo, o jogo é decisivo faltando apenas duas rodadas para o término do campeonato e, em caso de vitória, a Macaca poderá selar sua permanência na série B.

Juntamente com isso, embora oficialmente garantam que a prioridade é o futebol Tiãozinho e David Martins permanecerão em Campinas para acompanhar de perto o processo eleitoral do clube e poder votar.

Bem como, no sábado (20), das 13h às 20h, a equipe promoverá as eleições que vão decidir o novo mandatário para o quadriênio 2022-2025. Da mesma forma, nos bastidores, Tiãozinho e David apoiam toda articulação da chapa Movimento Renascer Pontepretano (MRP).

Do mesmo modo, o Movimento que tem como principais líderes os ex-dirigentes Marco Antonio Eberlin e Gustavo Valio.

Por outro lado, a outra chapa envolvida na disputa é a DNA Pontepretano. De maneira que, já confirmou o advogado Eduardo Lacerda Fernandes como seu candidato à presidência.

Por conta das eleições na Ponte Preta, dirigentes não viajam

Ou seja, a ausência de Tiãozinho e David Martins na viagem com a delegação alvinegra chama atenção. Juntamente com isso, em outras oportunidades, como na vitória por 1 x 0 sobre o Remo, em Belém, os dirigentes viajaram com o time.

De maneira que, cerca de 800 conselheiros estão aptos a votar no pleito. Bem como, a chapa que receber a maioria absoluta dos votos estará eleita para composição da nova diretoria executiva da Ponte Preta.

Além disso, há tensão nos bastidores do clube devido ao forte envolvimento da MRP com as torcidas organizadas. Ainda mais, um forte esquema preventivo de segurança está sendo organizado pela Polícia Militar para evitar confusões. Tal como, garantir a tranquilidade dos conselheiros.

 

Foto: Álvaro Jr/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário