Ponte Preta inicia preparação para próximo duelo contra o CRB. (Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Inicialmente, nesta quinta-feira (4), a Ponte Preta inicia preparação para duelo contra o CRB. Bem como, o elenco alvinegro se reapresentou, no CT do Jardim Eulina

De maneira que, o técnico Gilson Kleina conta com as voltas do meia Thalles e do atacante Moisés. Assim como, o primeiro ficou fora contra o Goiás por pertencer ao Esmeraldino, enquanto Moisés cumpriu suspensão por três cartões amarelos. Do mesmo modo, o atacante, com 11 gols, é presença praticamente certa entre os titulares. Por outro lado, Thalles deve ficar como opção no banco de reservas.

Em contrapartida, o atacante Richard não foi a campo nesta quinta (4). Tal como, o atleta realiza tratamento após sentir o tornozelo esquerdo no empate por 2 x 2. Vale lembrar, o futebolista entrou no segundo tempo e atuou a reta final no sacrifício. Ocasionalmente, a Veterana ainda não confirmou se ele será desfalque diante do CRB, mas a tendência é que não reúna condições físicas de atuar até domingo.

Por outro lado Richard, Kevin, que já desfalcou a Macaca em Goiânia devido a um incômodo muscular, segue entregue ao departamento médico.

Afinal, Kleina ainda tem os treinos de sexta-feira (5) e sábado (6) para definir a escalação da Macaca.

Ponte Preta

Em conclusão, a Ponte, na 15ª colocação, está a apenas um ponto da zona de rebaixamento: tem 39. Por outro lado, o  Londrina, que abre a degola tem 38 e Brusque, em 16º.

Contudo, o retrospecto entre as duas equipes traz 14 encontros em duelos espalhados pela série B e Brasileirão. De maneira que 6 vitórias pelo lado dos donos da casa, 5 pelo lado dos visitantes e 3 empates. Assim como, o jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão, terminou empatado em 1×1. Na ocasião, o empate foi “bom” para o time que deixou a zona de rebaixamento na rodada.

 

Foto destaque: Diego Almeida/PontePress 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs