Ponte Preta enfrenta o Cruzeiro em confronto direto pela parte de baixo da tabela. (Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Primeiramente a Ponte Preta enfrenta o Cruzeiro em confronto direto pela parte de baixo da tabela. Assim como o time celeste está na 14ª posição, com 26 pontos. Por outro lado a Ponte está em 15º lugar, com 25. O Vitória abre o Z4, com 23.

De maneira que é um dos times com pior campanha como visitante na Série B, com quatro pontos em 11 jogos (quatro empates e sete derrotas). Da mesma forma o Ivan, goleiro que completa 150 jogos com a camisa da Ponte enfatiza na busca pela primeira vitória longe do seu estádio:

“A esperança é conseguir a primeira vitória fora de casa. Espero fazer um grande jogo e ajudar meus companheiros”, disse o goleiro Ivan, em entrevista.

A saber a Veterana não tem se saído tão bem longe do seu estádio, o Moisés Lucarelli e o Cruzeiro tampouco tem bom rendimento em casa. Bem como o time celeste possui a 16ª campanha atuando sob os seus domínios, com duas vitórias, seis empates e duas derrotas – 12 pontos em dez jogos.

Eventualmente para o jogo contra o Cruzeiro, a Macaca não terá o volante Léo Naldi, diagnosticado com uma lesão ligamentar e com uma contusão óssea. Juntamente com isso o volante se junta a Thiago Lopes no departamento médico. Ainda mais que o zagueiro sofreu um estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo.

Por fim o registro dos jogos entre as equipes traz o retrospecto com 28 encontros. Tal como as partidas aconteceram em diferentes campeonatos como o Brasileirão, a Série B e o Robertão. Juntamente com isso nesses compromissos a Veterana venceu 7 vezes com aproveitamento de 26%. Em contrapartida a Raposa venceu 15 vezes com aproveitamento de 56%. Além disso 5 empates.

Ponte Preta uma das piores campanhas como visitante

15 – Remo: 10 pontos em 10 jogos
16 – Vasco da Gama: 9 pontos em 11 jogos
17 – Vitória: 9 pontos em 11 jogos
18 – Confiança: 6 pontos em 12 jogos
19 – Brasil de Pelotas: 5 pontos em 12 jogos
20 – Ponte: 4 pontos em 11 jogos

 

 

(Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário