Ponte Preta de olho nas definições do elenco para 2022. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Inicialmente, na última terça-feira (23), a Ponte Preta se reapresentou no CT do Jardim Eulina. Vale lembrar, a Macaca já garantiu a permanência na na Série B do Brasileiro de 2022 após a vitória no último sábado (20), contra o Confiança.

Da mesma forma, o time enfrenta o Coritiba pela última rodada, nesta sexta-feira (26), no Majestoso, às 19h. Logo, a preparação para o duelo fica em segundo plano diante da expectativa pelas definições na próxima temporada.

Ocasionalmente, a permanência está certa e o resultado nas eleições para o novo pleito também foi definido. Bem como, a tendência é que o planejamento alvinegro para 2022 comece a partir de agora. De maneira que, envolve avaliações sobre os jogadores e também em relação ao trabalho da comissão técnica.

Assim também, dois jogadores já estão fora de fora. Do mesmo modo, o clube divulgou nota informando que poupados fisicamente, o zagueiro a Fábio Sanches e o atacante Rodrigão não atuarão contra o Coritiba. Contudo, já foram liberados para férias na manhã de quarta (24).

Tal como, os volantes Marcos Júnior e Yago Henrique receberam o terceiro cartão amarelo contra o Confiança e vão cumprir suspensão.

Ponte Preta de olho nas definições do elenco para 2022

Além disso, dos jogadores no departamento médico, como o lateral-esquerdo Rafael Santos, existe a possibilidade de outros nomes serem liberados ou pedirem a liberação antecipada. Ainda mais, que vai depender muito de quem estiver nos planos. Juntamente com isso, o que também passa por quem vai assumir o comando do futebol alvinegro.

Simultaneamente, entre as lideranças da chapa “MRP – Movimento Renascer Pontepretano” aparece Marco Antônio Eberlin. Ou seja, diretor de futebol alvinegro no início do século e um dos candidatos a tocar o departamento profissional na próxima gestão. De maneira que, a partir de 1º de janeiro.

Afinal, com 46 pontos, a Macaca ainda pode terminar a Série B na décima colocação, se ganhar do Coritiba. Além disso, contar com combinação de resultados.

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário