Orientação ao público (Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

De antemão, para que tudo ocorra sem contratempos na partida entre Ponte Preta x Náutico no próximo sábado (16), no Moisés Lucarelli, é fundamental orientação ao público. Além disso, cooperação de toda a comunidade para a volta da torcida.

Além disso, a volta terá o cumprimento de todas as normas sanitárias e de prevenção contra a proliferação da Covid-19. Tal como uso de máscara, higienização das mãos com álcool em gel e distanciamento físico.

Juntamente com isso, os sócios-torcedores com a mensalidade em dia terão direito à entrada gratuita. Bem como, precisam retirar o bilhete na sala do TC10+, no estádio, até quinta (14), com a apresentação da carteirinha.

De maneira que para o torcedor normal, a venda vai começar na quarta-feira (13), a partir das 9h, pela internet. Da mesma forma os preços variam de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) para arquibancada e R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) para cadeiras VIP. Ainda mais que não haverá bilheteria física.

Orientação ao público:

De maneira que para entrar no estádio, o torcedor obrigatoriamente deverá apresentar o comprovante de esquema vacinal completo (duas doses da vacina Coronavac, Astrazeneca ou Pfizer, ou dose única da Janssen).

Assim também no caso de quem não completou o esquema vacinal, o comprovante de uma dose da vacina. Por outro lado juntamente a um teste negativo de PCR (realizado até 48h antes da entrada) ou de antígeno (realizado até 24h antes de entrar)

Simultaneamente, outras medidas importantes como responsabilidade. Bem como, utilizando os assentos intercaladamente, a fim de evitar aglomerações. Por outro lado atenção no momento após a partida, evitando aglomerações nos portões de saída e o momento oportuno de se retirar.

 

Foto destaque: Divulgação/PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário