Operário x Náutico

A princípio, na última sexta-feira (1), às 21h30 (horário de Brasília), o Operário recebeu e perdeu para o Náutico pela 28ª rodada do Brasileirão Série B. Assim, com o placar de 1 x 2, o Timbu conquistou os três pontos fora de casa.

Assista aos melhores momentos de Operário x Náutico

1º tempo: Operário mais perigoso

Na primeira etapa, o Operário deu perigo ao Náutico desde o início, com Alex Silva dando trabalho ao goleiro Anderson, aos três minutos. Porém, o placar foi aberto aos 25 com chute de Djalma Silva, com desvio do zagueiro Hereda do Timbu. Apesar de recuar, o Fantasma continuou criando chances, mas terminou o primeiro tempo com um gol.

2º tempo: virada relâmpago do Náutico

Da mesma forma que no primeiro tempo, o Operário se manteve perigoso. Assim, criando chances para ampliar o placar, mas sem sucesso. Portanto, o Náutico aproveitou as oportunidades e conseguiu a virada com dois gols em sequência. Aos 33 minutos, Murillo sofreu pênalti e Vinícius converteu. Em seguida, aos 40, Caio Dantas aproveitou um cruzamento e fez o segundo do Alvirrubro.

https://twitter.com/nauticope/status/1444129898130558977

Operário x Náutico – E agora?

Portanto, o Operário irá enfrentar o Brasil de Pelotas na quarta-feira (6), às 16h (horário de Brasília), pela 29ª rodada do Brasileirão Série B. Dessa forma, o Fantasma está na 12ª colocação na competição, com 34 pontos. Por outro lado, o Náutico vai enfrentar o Goiás na terça-feira (5), às 21h30 (horário de Brasília). Atualmente, o Timbu está na 9ª posição, oito pontos atrás do Avaí, primeira equipe ocupante do G4. Apesar disso, a vitória deu um respiro ao time, pois não vencia há sete partidas.

Foto destaque: Reprodução/André Jonsson/OFEC

Eric Barbosa
Meu nome é Eric, tenho 19 anos, sou aluno bolsista pelo Prouni e estou no quarto período de Jornalismo pela Universidade Paulista - UNIP. O esporte sempre fez parte da minha vida, principalmente o futebol, pois eu tinha o sonho de ser jogador. Porém, com as adversidades da vida, não consegui realizar esse sonho, mas isso não me impede de viver do esporte. Por isso, escolhi o jornalismo esportivo como carreira.