sem vitória

Apesar de maior domínio dentro de campo, não foi dessa vez que o Operário-PR embalou a sua terceira vitória consecutiva dentro do campeonato. Na ocasião, o Fantasma passou pela 12ª rodada do Brasileirão Série B, sem gols e caindo para a 8ª posição da tabela.

“Criamos inúmeras oportunidades de empatar. Tem que servir de aprendizagem. A competição está no começo, mas cada ponto é importante.”, disse o treinador do clube após partida.

SEM VÍTORIA E SEM G-4

De antemão, é importante ressaltar que o domínio da posse da bola dentro de campo foi do Fantasma. Em suma, o Operário somou 56% de posse contra 44% do CSA. Além disso, o clube criou mais chances à gol. Ou seja, foram 16 vezes de tentativas de chutes para o gol. Enquanto isso, a equipe alagoana contabilizou apenas oito.

Contudo, as oportunidades criadas não foram bem aproveitadas. Ou seja, apesar da porcentagem favorável para o Fantasma, ele viu a equipe adversária ter mais precisão em dois de seus lances. Dessa forma, o placar interrompeu a sequência de vitórias do Operário além de evitar, até o momento, a sua entrada no G-4.

Além disso, segundo o treinador do Fantasma, os gols do adversário foram resultados de erros de sua equipe.

“A série B é uma competição que você tem que minimizar os erros. Hoje cedemos a vitória para o adversário. Erramos o passe que culminou na origem do primeiro gol. Quem erra menos vence e estamos nos expondo de maneira desnecessária”, concluiu o técnico Matheus Costa.

Sendo assim, o Operário finaliza essa rodada com os seus 18 pontos na tabela, em 8º lugar. Por fim, o próximo passo do Fantasma acontecerá no encontro contra o Avaí, em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão Série B, no dia 22 de julho, às 21h30 (horário de Brasília).

 

Foto Destaque: Reprodução/Marlon Costa/Pernambuco Press

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele por meio da comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística -a investigação-, isso, independente da editoria e meio. Enfim, viva o jornalismo! E respeitemos a profissão e os profissionais.

Deixe uma resposta