Nesta terça-feira (25), Argentina e Nigéria fazem o que está sendo chamado de mata-mata antes da hora. A Albiceleste e as Super Águias farão um super jogo para ver quem irá avançar, caso a Islândia não vença a já classificada Croácia. Agora que Lionel Messi já completou mais uma primavera, será que ele espantou o inferno astral e fará estrago na defesa nigeriana? O jogo será disputado no Estádio São Petersburgo, às 15h (Brasília).

NIGÉRIA

A grande vitória das Super Águias sobre os islandeses deu uma sobrevida para os africanos, que foram para o segundo lugar do Grupo D e precisam apenas de uma vitória sobre a Argentina para se classificar. O empate pode ser um resultado positivo também, caso os Strákarnir okkar não vençam ou empatem com os croatas.

Musa foi o grande destaque na partida contra a Islândia (Reprodução/Mark Ralston/AFP)
Musa foi o grande destaque na partida contra a Islândia (Reprodução/Mark Ralston/AFP)

Provável escalação: Francis Uzoho; Abdullahi Shehu, William Ekong, Leon Balogun e Brina Idowu; Wilfred Ndidi, Oghenekaro Etebo, Alex Iwobi, Victor Moses e John Obi Mikel; Odion Ighalo. Técnico: Gernot Rohr.

ARGENTINA

É fato que a Argentina tem sido uma grande decepção no Mundial da Rússia, mas agora que o inferno astral de Messi acabou, o E.T promete infernizar a defesa nigeriana. Brincadeiras a parte, para este jogo, muito se especulou na imprensa que os jogadores estariam fazendo um motim contra o técnico Sampaoli, após os péssimos resultados na Copa do Mundo. Por causa disso, a Albiceleste terá grandes mudanças para a decisão.

Messi completou 31 anos neste domingo e espera ganhar de presente a classificação (Reprodução/Gabriel Rossi/Getty Images)
Messi completou 31 anos neste domingo e espera ganhar de presente a classificação (Reprodução/Gabriel Rossi/Getty Images)

Provável time: Armani; Salvio, Mercado, Otamendi e Tagliafico; Mascherano, Banega, Enzo Perez, Di Maria e Messi; Higuaín. Técnico: Jorge Sampaoli.

Retrospecto

É um confronto já rotineiro nos mundiais, a supremacia é favorável aos hermanos, em cinco partidas disputadas nos mundiais, os argentinos venceram todos os confrontos.

Fernando Morales
Nascido em São José dos Campos, 1994, Fernando Morales é jornalista e pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Universidade Anhembi Morumbi. Apaixonado por esportes, atualmente, é repórter e comentarista esportivo da Web Rádio Poliesportiva e redator do FNV.

Artigos Relacionados