Neymar, o Justin Timberlake do Futebol

Quem acompanha o futebol mundial atualmente sabe que Neymar Jr é um dos grandes astros dentro e fora dos campos. Por onde passa é sucesso. Isso nos remete quando um novo fenômeno midiático dos anos 1990/00 roubava a cena e deixava grandes grupos para trás: Justin Timberlake. O texto de hoje vai mostrar a você, leitor, a comparação entre a vida de ambos até hoje e por que Neymar Jr. NÃO PODE se transferir para o Real Madrid.

O Começo

Ambos eram os grandes destaques na infância em seus respectivos meios. Neymar o astro da base santista e Timberlake o astro da Disney. Os dois com contratos altíssimos e gozando de ótima fase, mas era pouco para duas crianças à frente do seu tempo.

Neymar e Justin Timberlake – Crianças a frente do seu tempo. (Reprodução/Internet)

O Upgrade

Timberlake com a ajuda e a necessidade do mercado fonográfico em criar uma nova “boyband” foi integrado ao emergente NSYNC e, assim, rivalizaria com o sucesso mundial dos Backstreet Boys. Já Ney foi alçado pelo time do Santos em um momento de vacas magras do clube, mas formou a “boyband santista”.

Santos 2010 foi uma boyband do futebol: muito show e muita dancinha. (Reprodução/Internet)

Ambos foram sucesso, mas longe do grande público. O NSYNC, no começo, fez grande sucesso na Europa, mas longe do grande holofote da música POP dos anos 90 que eram os EUA. Já o Santos fez sucesso apenas no Brasil, distante do maior mercado de futebol que era a Europa. Além disso, tinha a semelhança na troca de cabelos. Ambos tinham cabelos “diferentes” e que conquistavam as moças e os jovens queriam ter.

NSYNC era sucesso, mas longe da grande mídia da música mundial. (Reprodução/Internet)

O Sucesso Mundial

Neymar e Timberlake, enfim, entram no grande mercado mundial de seus respectivos meios. Neymar vai para o Barcelona e junta-se à grande boyband do futebol, o Barcelona. Timberlake faz sucesso com o NSYNC com um disco maravilhoso chamado “No String Attached”. Nele, várias canções como “It’s Gonna Be Me”, “This I Promise You” e o sucesso “Bye Bye Bye”. Era o ápice de ambos. Timberlake consolida-se nos vocais do NSYNC e leva o grupo ao sucesso mundial. Neymar firma-se como o príncipe de Barcelona, até sendo protagonista do time em alguns momentos.

Neymar vai ao Barcelona para o apogeu na Europa e NSYNC lança o CD “No String Attached” e se consolida como um dos maiores.(Reprodução/Internet)

Amores

Ambos tiveram as mulheres mais “cobiçadas” do momento em seu mundo. Timberlake teve um romance com a princesa do POP Britney Spears, enquanto nosso menino Ney tem um namoro lindo com uma das grandes atrizes jovens do Brasil, Bruna Marquezine.

Britney e Justin, um namoro que abalou o mundo POP. Neymar e Bruna Marquezine o casal do momento. (Reprodução/Internet)

Carreira Solo

Cansados do sucesso como grupo, ambos foram galgar coisas maiores e pessoais. Timberlake deixou o NSYNC em 2002, aderindo à carreira solo até os tempos atuais. Já Neymar deixou o Barcelona em 2017 e foi para ser o protagonista no PSG. Agora, com ambos em carreira solo, vemos que são dois astros mundiais e por onde passam têm o poder de parar o mundo, ditar moda e fazer história em seu segmento. Realmente são fatos que nos levam a considerar Neymar o Justin Timberlake do futebol mundial.

NÃO ao Real: Tem fundamento!

Justin Timberlake ajuda a esclarecer por que Neymar NÃO pode ir ao Real Madrid. É uma lógica baseada na carreira musical do americano. Timberlake é do NSYNC, grupo que o abriu as portas do sucesso mundial, e não faz sentido ele trocar e apresentar-se como membro dos Backstreet Boys, pois são “rivais” no mercado. Por lógica, Neymar teve o Barcelona como quem o apresentou o sucesso no futebol. Logo, o craque não pode jogar no Real Madrid. Neymar é Barça e Justin Timberlake é NSYNC. Por favor, não queiram colocar eles no Real Madrid e no Backstreet Boys. GRATO!

Felipe Fernandes
Escolhi o jornalismo por entender que grande parte dos problemas do mundo podem se resolver com comunicação. Ser jornalista é ser meio fofoqueiro mas com embasamento e responsabilidade. Já trabalhei no SBT RP, Tv Unaerp, Rádio Unaerp. Sou uma pessoa muito tranquilo, torço para o time do Jornalismo FC.

Artigos Relacionados