Nacional-URU x Universidad Católica como aconteceu – resultado, destaques e reação

O NacionalURU derrotou a Universidad Católica por 1 x 0 na noite desta terça-feira (18), pela Libertadores. Sendo assim, essa foi a primeira vitória do Bolso na competição, que, mesmo na lanterna, segue vivo. No Gran Parque Central, o único gol do duelo foi marcado por Ocampo, em golaço de contra-ataque.

ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DE NACIONAL-URU X UNIVERSIDAD CATÓLICA

1º TEMPO: GOL URUGUAIO E REAÇÃO CHILENA

As equipes começaram o confronto de forma lenta, sem ofensividade. Assim, apenas aos 29’ houve o primeiro lance de real perigo que resultou em gol. Após cobrança de escanteio dos chilenos, a bola sobrou com Ocampo, que, imediatamente, correu em contra-ataque. Apesar de haverem cinco defensores, o camisa 7 limpou e soltou uma bomba de fora da área. A redonda subiu e foi no ângulo do gol de Dituro. Com isso, os visitantes começaram a reagir e tiveram boas chances no final da etapa. Na melhor delas, Saavedra, na meia lua, chutou forte na trave adversária.

2º TEMPO: ETAPA APÁTICA, SEM MUITA CRIAÇÃO

Da mesma forma do início da primeira etapa, a segunda se estendeu sem poder ofensivo de ambas as equipes. O Nacional organizou a equipe, neutralizou as investidas adversárias e explorou alguns contra-ataques. A Universidade Católica, por outro lado, tentou adentrar na zona de ataque, mas sem sucesso. Em sua melhor oportunidade, Rochet espalmou uma bola aérea, que sobrou nos pés de Valencia. O atacante, no entanto, chutou forte, e a redonda subiu demais.

NACIONAL-URU X UNIVERSIDAD CATÓLICA – E AGORA?

Com o resultado, o Nacional-URU segue vivo, mas continua na lanterna e aguarda segundo jogo da rodada para definir sua condição. O clube soma agora soma os mesmos cinco pontos do Atlético Nacional, que joga na quinta (20). A Universidade Católica, entretanto, tem sua classificação em risco. Isso porque, dependendo do resultado do outro jogo, o time pode descer uma colocação e sair do G2. Uma vez que os dois arriscam não se classificar, certamente devem torcer por um triunfo dos argentinos sobre os colombianos.

Foto Destaque: Divulgação / Nacional

Isabella Cunha

Isabella Cunha

Sou de Belo Horizonte, tenho 22 anos, estudo jornalismo na PUC Minas, sou cartoleira e apaixonada por um time aí. Admiro a influência do futebol na vida das pessoas e, claro... na minha! Essa paixão me move, eu vivo por esse sentimento. E viverei. Tanto pessoalmente, como profissionalmente.