Ponte Preta está montando elenco para o Paulistão. (Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

Inicialmente a diretoria da Ponte Preta está trabalhando para a montagem do elenco que vai disputar o Campeonato Paulista. Bem como estão ligadas as tentativas de renovações e também a busca por reforços.

Ainda mais sem as permanências de Matheus Peixoto e Tiago Orobó, centroavantes. Assim como Luan Dias, meia e uma das principais necessidades que envolvem o setor ofensivo. Juntamente com isso, a carência pode ficar ainda maior diante da pendente saída de Bruno Rodrigues. No entanto, apesar dos esforços da diretoria para segurá-lo, o atacante está valorizado. Bem como a tendência é que siga a carreira longe do Majestoso.

Da mesma forma, o único atacante de referência do elenco é o jovem João Veras. Ao mesmo tempo Wanderley, que pouco atuou devido a problemas físicos, tem o futuro incerto.

Simultaneamente Fabinho Moreno não tem nenhum meia de origem garantido. Assim também a renovação de Camilo ainda está em aberto e não tem nenhum meia de origem garantido.

No entanto, em relação à parte de criação, que já perdeu Vinicius Zanocelo e Luan Dias, será preciso repor a baixa com um atacante de beirada. Bem como o clube também tenta ficar com Guilherme Pato, atacante com características de velocidade, mas depende de um posicionamento do Internacional.

Sob o mesmo ponto de vista  no que diz respeito a peças defensivas, é possível que a Ponte vá atrás de um volante para compor o grupo. Assim também Neto Moura e Luis Oyama deixaram o clube.

Em conclusão, a diretoria da Ponte Preta trabalha para que as primeiras contratações sejam concluídas no decorrer da semana. Ainda mais que o objetivo do treinador é uma parte considerável do grupo já na reapresentação, marcada para a próxima segunda-feira (8).

 

Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs