Moacir comemora retorno da torcida do Vila Nova ao OBA: “nosso 12º jogador”

Antes de mais nada, nesta terça-feira (21), o duelo entre Vila Nova x Confiança marca a volta da torcida colorada ao Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. A partir disso, o volante e lateral-direito Moacir exaltou o retorno do público no OBA.

O nosso torcedor é o nosso 12º jogador. Pelo momento, precisamos desse apoio. Além disso, quero aproveitar o gancho e chamar o torcedor. Ele vindo nos acompanhar, nós não podemos garantir a vitória, mas empenho e vontade de vencer não vão faltar. Contamos com a torcida, porque isso vai nos ajudar neste momento”, garantiu o atleta.

Moacir analisa adversário do Vila Nova

Posteriormente, o jogador de 35 anos analisou o que é necessário para superar o próximo rival. A saber, o confronto começa às 21h30 (horário de Brasília), seguindo todos os protocolos sanitários. Em resumo, o Tigre ocupa a 16ª posição na tabela da Série B, com 26 pontos, enquanto o Dragão permanece na zona de rebaixamento, em 19º lugar, com 17.

“Temos encarado todos os jogos como decisivos, cada partida é uma final. Na terça-feira (21), será um jogo-chave, porque o Confiança fora de casa faz grandes partidas. Além disso, na última rodada, venceu em casa. É um time que vai vir confiante, mas nós temos condições de ganhar de qualquer adversário, pela nossa performances dos últimos confrontos. Com muito respeito ao Confiança, nós vamos buscar os três pontos dentro da nossa casa”, projetou Moacir.

Em resumo, o Colorado não conta com o volante Dudu, que recebeu o terceiro cartão amarelo e, portanto, cumpre suspensão. Além disso, no duelo contra o Coxa, Pedro Bambu saiu de campo sentindo dores. Sendo assim, com um trauma no tornozelo, o jogador virou dúvida.

Retrospecto de Vila Nova x Confiança

De acordo com o site Futebol de Goyaz, as equipes se enfrentaram três vezes. Assim, o Confiança venceu duas partidas, enquanto a outra terminou em empate. Dessa forma, o Vila Nova ainda não superou o time sergipano. Por fim, o Dragão também leva a melhor quanto ao número de gols: três contra um.

Foto destaque: Reprodução/Heber Gomes

Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).