Thiago Fernandes

Uma das grandes revelações da base do Náutico nos últimos anos, o atacante Thiago Fernandes, de 19 anos, se transferiu ao Flamengo no final de 2019. Assim, custando cerca de 8 milhões de reais, na cotação atual, foi a maior venda da história do Alvirrubro, que manteve 18% dos direitos do atleta. No entanto, sem calendário para os jogos da base, o Rubro-Negro decidiu emprestar o jogador para o Timbu para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Dessa forma, o anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (7) nas redes sociais do clube pernambucano.

https://twitter.com/nauticope/status/1258563652103417857

Logo, em nota, o Flamengo se manifestou sobre o empréstimo de Thiago Fernandes, justificando que “será bom para o desenvolvimento e amadurecimento do atleta, que disputará a Série B do Campeonato Brasileiro“:

O Clube de Regatas do Flamengo informa que o atleta Thiago Fernandes será emprestado ao Náutico até o fim do ano. O contrato do jogador foi estendido até o fim de 2025.

Com a imprevisibilidade em relação ao calendário da base, o clube entende que será bom para o desenvolvimento e amadurecimento do aleta, que disputará a Série B do Campeonato Brasileiro.

O clube concederá toda assistência na área de saúde e alto rendimento e disponibilizará profissionais para conceder o suporte necessário no dia a dia, auxiliar sua evolução e acompanhar os jogos.

REPACTUAÇÃO DE DÍVIDAS

No entanto, outro motivo ajuda a entender o retorno do atacante. Isso porque, devido a pandemia do novo Coronavírus, o Flamengo já informou dificuldades para honrar seus compromissos. Assim, com Thiago Fernandes não foi diferente. Após o atraso no pagamento de uma das parcelas da sua compra, que venceu no dia 1 de abril, a volta do atacante é parte de um acordo de repactuação de dívidas.

Em entrevista ao jornal Diário de Pernambuco, o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, não quis entrar em detalhes quanto a negociação:

A parte que está fechada da negociação é que o Thiago está certo de vir. Nós ainda estamos finalizando a questão financeira (salários e repactuação da dívida). Ele vem em empréstimo até o final da competição da Série B. Quanto ao acompanhamento do atleta, é algo normal para atletas emprestados. Ele é um joia. Eles acreditam muito nele. O Thiago é um jogador que agradou até o Jorge Jesus e vai nos ajudar muito.” – afirmou o dirigente alvirrubro.

Além disso, com nove gols em 38 jogos, em entrevista ao site oficial do Náutico, Thiago Fernandes falou sobre a felicidade em retornar ao clube que o projetou:

Sempre dei meu máximo, tudo que eu podia fazer para ajudar o clube. Nessa volta, quero repetir as boas atuações do ano passado, fazendo gols e ajudando meus companheiros. Agradeço o carinho da torcida, que sempre me tratou bem e me apoiou do começo ao fim dos jogos. Assim que a pandemia passar, e se Deus quiser vai dar tudo certo, quero voltar para ajudar o clube a lutar pelo acesso na Série B.” – disse o atacante.

THIAGO FERNANDES

Assim, revelado pelo Náutico, Thiago Fernandes começou a se destacar no Campeonato Pernambucano do ano passado, sendo convocado para a Seleção Brasileira Sub-18, em abril. Rapidamente, ganhou as páginas dos jornais pernambucanos e nacionais. Além disso, foi um dos pilares da campanha na Série C, em 2019, que culminou com o primeiro título brasileiro do Alvirrubro.

Dessa forma, chamou a atenção do Flamengo que o contratou por cerca de 1,3 milhão de euros, algo em torno de 7 milhões de reais à época. No entanto, no clube carioca, demorou para ser regularizado devido ao atraso no envio da documentação pelo Náutico. Logo, não conseguiu fazer parte do elenco que disputava o Campeonato Carioca e a Libertadores Sub-20, antes da paralisação das atividades. Ainda no Rio de Janeiro, realizou tratamento de fortalecimento e ganhou cinco quilos de massa magra.

Apesar de retornar aos Aflitos, Thiago Fernandes terá que esperar para entrar em campo. Pois, diante do aumento dos casos de Covid-19 em Pernambuco, o governo estadual já discute a decretação de lockdown na capital e região. Dessa forma, até esta quinta-feira (7), já havia sido registrados no estado 10.824 casos confirmados e 845 mortes em virtude da doença. Enquanto isso, o Náutico voltou às atividades remotas com os atletas se exercitando de suas casas.

Foto destaque: Reprodução / Coluna do Fla

Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados