No último domingo (19), Flamengo x Grêmio se enfrentaram no Maracanã, pela 19ª rodada do Brasileirão. O confronto anterior, pela Copa do Brasil, teve a presença de torcedores e, por isso, gerou insatisfação da diretoria do time gaúcho. Ainda que o time tenha ameaçado não entrar em campo caso houvesse torcida na partida, o Tricolor Gaúcho jogou e ganhou do Rubro-negro por 1 x 0. Por causa do resultado, o Grêmio soma 22 pontos e fica a um ponto de sair do Z4. O Imortal ainda está atrasado quanto ao número de rodadas no campeonato.

Grêmio destaca injustiça em campo

Marcos Herrmann, vice-presidente do Grêmio, em coletiva de imprensa após o jogo de Flamengo x Grêmio, destacou a falta de isonomia na questão da presença da torcida na partida:

“Isso inflamou a diretoria, estamos muito chateados porque é um regulamento que não está sendo cumprido. É óbvio que todos os 19 clubes querem suas torcidas nos estádios, mas também querem que o regulamento seja seguido e que a regra valha para todos, é muito simples. Quando isso não acontece, gera uma situação de desconformidade e perda de isonomia. Jogamos em Porto Alegre sem público e jogamos com público aqui (Rio de Janeiro). Isso não é isonômico, isso não é certo”.

Herrmann também ressaltou que a CBF estava presente no Conselho Técnico, que ocorreu em 8 de setembro, quando os clubes da Série A se reuniram e discutiram sobre o assunto. Todos desejam a volta do público aos estádios, mas o estado de São Paulo ainda não liberou a presença de torcedores nos jogos. O próximo Conselho Técnico ocorrerá na próxima terça-feira (28), a fim de que todos consigam permitir a presença das torcidas no começo de outubro.

Foto destaque: Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Eduarda Esposito
Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), apaixonada por esportes e futebol. Escritora livre e apaixonada por leitura, incentivadora dos esportes femininos e da representatividade das mulheres em todas as áreas. Brasiliense de nascença e 24 anos de mistura brasileira.