Lei do ex? Vila Nova conta com seis atletas que jogaram no Guarani; confira nomes

Antes de mais nada, neste sábado (31), o Vila Nova encara o Guarani, às 11h (horário de Brasília), no Brinco de Ouro. A saber, a equipe goiana tem seis jogadores que já defenderam as cores do Bugre. Em primeiro lugar, sem possibilidade de lei do ex, o primeiro deles é o goleiro Georgemy, que passou pela equipe de Campinas em 2018, mas esteve apenas em um jogo.

Do mesmo modo, em 2013, o atacante Henan teve uma breve passagem pelo time paulista. Com isso, foram nove partidas e um gol, justamente contra o Vila Nova. Posteriormente, em 2014, os meias Cássio Gabriel (dez jogos e um gol) e Renan Mota (14 duelos e um tento) também participaram do plantel bugrino.

Mais recentemente, entre 2019 e 2020, o meia Arthur Rezende teve duas passagens pelo Guarani, tendo participado de 57 jogos e marcado seis gols. Por fim, na mesma época, o volante Deivid esteve em campo em 68 duelos vestindo a camisa do Bugre. Contudo, lesionado, o último não participa do confronto deste sábado (31).

Vila Nova pode ter novidade no meio-campo 

Como citado, Deivid não participa por conta de lesão (edema ósseo no tornozelo). Ademais, o Tigre não conta também com outro volante: Pedro Bambu foi diagnosticado com uma avulsão dos tendões do músculo da coxa. Com isso, desfalca o time até setembro. Em contrapartida, recentemente, o Colorado contratou Moacir para a posição.

Sendo assim, o recém-contratado pode estrear contra o Guarani. A saber, na tarde da última quarta-feira (28), o nome de Moacir foi regularizado no BID e, portanto, já pode estrear pelo time goiano.

Retrospecto

Ainda assim, os paulistas têm vantagem no retrospecto. De acordo com o site oGol, as equipes já se enfrentaram 22 vezes. Assim, o Guarani venceu oito duelos, enquanto o Vila Nova saiu vitorioso em seis oportunidades.

Além disso, outros oito jogos entre os times terminaram com igualdade no placar. Por fim, quanto ao número de gols, novamente os paulistas levam a melhor: 27 contra 18. A saber, os goianos não perdem para o Bugre há sete partidas, desde 2013.

Foto destaque: Reprodução/Instagram Arthur Rezende

Danyela Freitas

Danyela Freitas

Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).