João Paulo, meia em jogo da Ponte Preta. (Foto destaque: Reprodução/ Álvaro Jr/ PontePress

A princípio, a semana começou com mudanças na Ponte Preta. Nesta segunda-feira (16), o clube de Campinas anunciou a saída do meia João Paulo, que está se transferindo para o Fortaleza. Do mesmo modo, o jogador é o principal goleador do time na temporada, com dez gols em 38 jogos. O futebolista deve assinar com o clube cearense até dezembro de 2021.

Há cerca de dois meses, o Goiás tentou a sua contratação, mas a diretoria conseguiu segurá-lo mediante a um aumento salarial. Dessa vez, porém, isso não foi possível. O Fortaleza ainda não anunciou o possível reforço.

“Hoje pela manhã veio essa proposta do Fortaleza. Lamentamos muito a saída do João neste momento, mas não temos como cobrir a proposta do Fortaleza, chegamos no limite da nossa responsabilidade, temos um compromisso com todo o grupo”, disse o executivo de futebol Gustavo Bueno.

Com a saída de João Paulo, a diretoria alvinegra vai ao mercado em busca de uma peça de reposição. Enquanto isso, o técnico Marcelo Oliveira tem Camilo, Luan Dias e Zanocelo à disposição como meias de ligação.

Negociação

Segundo o jornalista Antonio Luppi, da Rádio Bandeirantes, o Fortaleza ofereceu um salário e tempo de contrato (até o fim de 2021) para o craque maiores do que o que ele recebe na Ponte Preta. O Portal Futebol Cearense confirmou a informação.

Meia João Paulo

O jogador de 30 anos chegou na Macaca desde o início do ano por empréstimo, disputou e foi eleito o melhor meia do Campeonato Paulista. Assim, ele é o artilheiro da equipe na temporada, com 10 gols, e vice-líder em assistências, com seis passes.

Sem seu camisa 10, a Ponte Preta volta a campo na sexta-feira, contra o Vitória, em Salvador, pela 22ª rodada da Série B. O time está na quinta colocação, com 32 pontos.

 

Foto destaque: Reprodução/ Álvaro Jr/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Artigos Relacionados