Luciano vive a sua pior fase desde que chegou ao São Paulo. Afinal, o atacante está há 11 jogos sem balançar as redes. Assim, o último gol do jogador foi na vitória diante do Atlético-GO, em setembro. Dessa forma, o camisa 11 quer encerrar esse jejum no próximo jogo, diante do Palmeiras. Inclusive, o atleta são-paulino anotou um tento contra o Verdão na final do Campeonato Paulista, onde o Tricolor sagrou-se campeão estadual.

Decerto, Luciano está muito incomodado com a situação. Isso pode ser visto com clareza quando o atacante é substituído, pois demonstra raiva e indignação por não alcançar esse objetivo. Entretanto, sua presença como titular da equipe é quase certa em todos os jogos. Afinal, todo são-paulino sabe da importância do jogador para a equipe.

Leia mais:

Luciano e o jejum pelo São Paulo

A princípio, Luciano chegou na metade da temporada anterior. Assim, sob o comando de Fernando Diniz, o atacante fez muitos gols e foi o nome da temporada são-paulina. Então, conquistou rapidamente o carinho do torcedor. No ano seguinte, com a chegada de Crespo, seu futebol continuou em alta. O camisa 11 balançou menos as redes, mas tinha uma importância muito grande para o elenco.

Por outro lado, o desempenho caiu, assim como o de toda equipe. Além disso, desde que Rogério Ceni assumiu o São Paulo, Luciano ainda não conseguiu marcar. Contudo, o treinador segue dando chances ao atacante e, por isso, será titular na quarta-feira (17), diante do Palmeiras.

Se Luciano ainda não alcançou o status de ídolo, o jogador está caminhando para este feito. Mesmo passando por uma fase péssima, a torcida ovaciona o atleta. O time está lutando para não cair para Série B e as vaias e protestos são constantes. Contudo, o Morumbi  não para de gritar: É, Luciano! É, Luciano! Dessa forma, apoio não falta e a expectativa é que a seca chegue ao fim no Choque-Rei.

Foto destaque: Divulgação/Erico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.