Nesta terça-feira (16), o São Paulo realizou o último treino antes do Choque-Rei. Esté é o nome dado ao clássico entre o Tricolor Paulista e o Palmeiras. Assim, o treinador Rogério Ceni decide qual será o time ideal para jogar contra o Verdão. Em suma, algumas novidades foram vistas e há desfalques certos.

O São Paulo precisa se afastar da zona de rebaixamento. Por isso, vencer o clássico ajudaria a equipe nessa missão complicada. Além disso, a vitória no Majestoso pode elevar a moral dos atletas para que consigam melhorar nessa resta final de Brasileirão. Contudo, o Palmeiras quer conquistar mais três pontos para embalar uma sequência antes da final da Copa Libertadores.

Leia mais:

Preparação do São Paulo para o Choque-Rei

A princípio, o grande desfalque para este jogo é Jonathan Calleri. Afinal, o argentino foi expulso antes dos 10′ contra o Flamengo, no último domingo (14). Portanto, a dupla de ataque do São Paulo para o próximo jogo deverá ser Rigoni e Luciano. Embora ambos vivam um grande jejum de gols, os atacantes são capazes de fazer a diferença para o clube.

Em suma, a novidade foi a presença de Luan no treino. Contudo, o volante fez um breve trabalho com os fisioterapeutas. Portanto, o retorno do jogador está se aproximando. Por outro lado, há alguns atletas que cumpriram suspensão contra o Flamengo, sendo eles Wellington, Sara e Nestor. Os jovens da base treinaram e estarão a disposição de Rogério Ceni.

A provável escalação da equipe é: Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda e Léo; Igor Vinícius, Liziero (Gabriel), Sara, Igor Gomes e Reinaldo; Luciano e Rigoni.

O São Paulo volta a campo contra o Palmeiras, na quarta-feira (17), às 20h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque, em jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão.

Foto Destaque: Divulgação/Erico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.