Gustavo Cipriano sobre a estreia: "Sei que ainda é só o começo e seguirei trabalhando para que eu possa conquistar meu espaço na equipe". (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Inicialmente, o duelo entre Confiança x Ponte Preta, pela 37ª rodada da Série B, foi especial por todos os lados. A saber, a Macaca garantiu a permanência na Série B como um alívio para a torcida. Da mesma forma, para o defensor Gustavo Cipriano, além da permanência, o duelo contou com seu início no time profissional.

Assim como, o zagueiro entrou nos acréscimos do segundo tempo do duelo e falou sobre o momento:

“Foi uma sensação única de estrear como profissional. Cheguei à Ponte Preta e trabalhei muito para que este momento chegasse. Estava pronto para ajudar a equipe, principalmente, na situação em que precisávamos segurar a vitória”.

Da mesma forma, ressaltou sobre o filme que passou na cabeça por tudo que passou até chegar ao profissional e citou os desejos para conquistar seu espaço:

“Sei que ainda é só o começo e seguirei trabalhando para que eu possa conquistar meu espaço na equipe” disse o defensor formado nas categorias de base do Santos.

Vale lembrar, Cipriano chegou à Ponte Preta no final de junho. Além disso, foi relacionado pela primeira vez na partida contra o Remo, válido pela 12ª rodada da Série B, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. De maneira que, sua estreia foi no “jogo do ano” para o clube.

Por outro lado, antes da partida frente ao Confiança, a Macaca estava na 15ª posição, com 43 pontos. Bem como, com a vitória, a equipe de Campinas chegou aos 46 e se livrou matematicamente das chances de rebaixamento.

Gustavo Cipriano

Simultaneamente, o futebolista colocou sobre a partida que era decisiva para os dois times:

“Foi o jogo de maior expectativa na nossa temporada. Infelizmente, convivemos com as chances de rebaixamento desde o início da Série B. Sabemos que a Ponte Preta é um clube para brigar lá em cima na tabela. O jogo nos deu um grande alívio. Agora é trabalhar, para que ano que vem, nossa campanha seja diferente do que vivemos nesta temporada”.

Nesse ínterim, o zagueiro de 20 anos vive a expectativa de aumentar sua participação pela Macaca na temporada. Ainda mais, na rodada de encerramento da Série B, a Ponte Preta enfrenta o Coritiba. Ocasionalmente, o jogo acontece na próxima sexta-feira (26), às 19h (de Brasília), no Majestoso.

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário