Guarani fecha 2021 com saldo positivo

Primeiramente, após duas temporadas sofrendo mais gols do que fazendo, Guarani fechou 2021 com saldo positivo. O Bugre teve o segundo melhor ataque da Série B.

Assim, a torcida do Guarani, neste ano, mais vezes comemorou os gols marcados pelo time do que lamentou os sofridos. Algo que não aconteceu nas duas temporadas anteriores. Por seguinte, em 2019, o Bugre disputou três competições. No Paulistão, a equipe fez 14 jogos, marcou 15 gols e sofreu 22. Fechou a competição com saldo negativo de sete.

Então, na Copa do Brasil o time alviverde fez apenas uma partida. Foi derrotado pelo Avenida-RS, na primeira fase, por 1 x 0. E nos 38 jogos da Série B, o Bugre marcou 27 e foi vazado 37 vezes. No total, em 53 partidas, foram 42 gols marcados 60 sofridos. Terminou o ano com saldo negativo de 18.

Ainda mais, no ano seguinte, os números melhoraram, mas ainda continuaram negativos. O Guarani, em 15 jogos no Campeonato Paulista, balançou as redes adversárias em 19 oportunidades e levou 17 gols. Mas, na Série B o cenário foi bem diferente. Em 38 jogos, foram 41 gols a favor e 48 contra. O resultado geral nas partidas 53 foi 60 gols marcados e 65 sofridos. O saldo negativo foi de cinco gols.

Virada em 2021

Primeiramente, neste temporada, os números totais foram diferentes. Mas, no Paulista, o saldo terminou negativo. Em 13 jogos pelo estadual, o Bugre marcou 11 gols e sofreu 16. Sendo assim, o artilheiro do time na competição foi Andrigo, com quatro gols. O meia disse à reportagem do ge que aguarda o clube para tratar de uma possível renovação de contrato.

Por outro lado, já na Série B, o Guarani se destacou no volume ofensivo. Marcou 54 vezes e fechou o campeonato como o 2º melhor ataque. O time sofreu 41 gols. O principal goleador da equipe foi o atacante Bruno Sávio, com 11 gols. Então, o camisa 11 não seguirá no clube em 2022. Nos 51 jogos que fez este ano, o Bugre marcou 65 vezes e tomou em 57 oportunidades. Portanto, depois de duas temporadas sofrendo mais gols do que fazendo, o Guarani fechou 2021 com saldo positivo de oito bolas na rede.

Foto destaque: Miguel Schincariol/Ituano FC

Kelvin Vendito
O amor ao esporte me direciona ao futuro. A paixão pelo grito de gol que se ouve em um estádio lotado, mostra o futuro certo que escolhi para a minha vida. O esporte sempre fez parte da minha vida. O esporte é minha vida!