Grupos da Série C 2019 são definidos

Após o fim da Série B, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), estava com dificuldade para definir os dois grupos do Campeonato Brasileiro da Série C de 2019. Em 2018, o grupo A era composto por 10 times, entre eles os clubes das regiões Norte e Nordeste, e o grupo B, os times compostos pelos clubes das regiões Sudeste, Sul e Centro-oeste. Porém em 2019, existem 10 clubes do Nordeste e três do Norte, o que ficaria inviável ter um grupo formado pelos 13. Após avaliações, a CBF finalmente decidiu.

Aqui são 10 times, todos do Nordeste: ABC-RN, Botafogo-PB, Confiança-SE, Ferroviário-CE, Globo-RN, Imperatriz-MA, Náutico-PE, Sampaio Corrêa-MA, Santa Cruz-PE e Treze-PB. Já o grupo B é composto por times do Norte, Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Atlético-AC, Boa Esporte-MG, Juventude-RS, Luverdense-MT, Paysandu-PA, Remo-PA, São José-RS, Tombense-MG, Volta Redonda-RJ e Ypiranga-RS, são os clubes deste grupo.

A competição começa em maio e deve seguir até o meio do segundo semestre. Sua fórmula de disputa será a mesma de 2018. Os 10 times de cada grupo se enfrentam em sistema de ida e volta. Os quatro melhores do grupo A e do grupo B se cruzam entre si em partidas mata-mata.  Os quatro vencedores vão disputar a Série B em 2020, e os dois piores de cada grupo são rebaixados para o Campeonato Brasileiro da Série D. O Operário-PR foi o campeão da Série C 2018.

CURIOSIDADES

Pela primeira vez um grupo da Série C, desde que a competição tem este formato, terá times de uma só região. Além disso, com essa definição, o Atlético-AC irá percorrer 63.136 KM só na primeira fase. Ainda teremos alguns rivais históricos disputando pontos nos dois grupos. Náutico e Santa Cruz, e Botafogo-PB e Treze, irão se enfrentar no grupo A. E o Maranhão e o Rio Grande do Norte também terão dois representantes. Já no grupo B, Paysandu e Remo farão dois jogos de parar Belém do Pará. Em 2018, apenas clubes do grupo B subiram para a Série B. Sampaio Corrêa (1997), Boa Esporte (2016), ABC (2010), Remo (2005), Santa Cruz (2013), já foram campeões da Série C.

Manuella Miranda
Manuella Miranda, jornalista, 27 anos. Formada em Comunicação Social, com Habilitação em Jornalismo, pelo Universidade Federal de Sergipe – UFS, em dezembro de 2016. Estudante de Rádio e TV no Senac Sergipe. Atuação em Assessoria de Comunicação, nas áreas de projetos sociais e cultura. Desde janeiro de 2018, repórter de campo. Trabalho de cobertura de jogos de futebol, Campeonato Sergipano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro da Série C e Campeonato Brasileiro da Série D. Atualmente repórter e apresentadora do programa Esporte é Cultura da Rádio Cultura de Sergipe 670 AM.

Artigos Relacionados