O Grêmio tem culpa da queda do Paraná?

Bruno Grassi, goleiro do Paraná, falou que mesmo o time sendo rebaixado vai querer renovar com o Tricolor. Dessa forma, um dos lideres do elenco paranista falou que quer ajudar o time na sua reconstrução na Série D. Assim, após a derrota para o Novorizontino no último sábado (18), o Paraná Clube vem para jogar a última rodada entrando já rebaixado.

Com 33 anos, o goleiro fez questão destacar o trabalho que já está sendo realizado pela nova diretoria paranista, que tomou posse no dia 14 de setembro. Para ele, esse é o primeiro passo para o clube voltar ao rumo certo nos próximos anos. E por fim, falou:

“Eu espero fazer parte desse processo, vamos conversar essa semana. Minha prioridade é ouvir e dar preferência ao clube, sou grato pela forma que me receberam. Sendo sincero, eu espero, caso venha a ficar, fazer meu trabalho melhor que foi esse ano. A diretoria já mostrou que quer colocar o Paraná no caminho certo, isso já é o principal. O Paraná precisa ser ajudado, essa diretoria já mostrou que veio para contribuir”

 

Paraná
Bruno Grassi – Paraná/Allexandre Fellipe

Contudo, contratado no início do ano, o goleiro chegou para disputar posição com Renan. Logo, em abril, ele ganhou espaço, fez boas atuações e virou o titular. Dessa forma, Renan acertou sua rescisão e deixou o caminho aberto para Grassi se consolidar. Na temporada, ele disputou 28 com a camisa Tricolor.

Entretanto, em um ano conturbado, Grassi foi um dos líderes do elenco. Após o jogo contra o Criciúma, em que o grupo realizou protestos, ele passou a limpo a situação do clube, que vivia com os salários atrasados. Para 2022, o goleiro espera um ano melhor para o Paraná.

Foto Destaque: Divulgação PARANÁ/ ALLEXANDRE FELLIPE

Luiz Santos
Escrever se torna um refúgio. Falar sobre esportes virou uma paixão. Setorista do Paraná FC