vasco copinha

Portanto, o Vasco entra em campo nesta terça-feira (11), para fechar sua participação na fase de grupos da Copinha. Decerto, o Gigante já se classificou com as duas vitórias nos dois jogos e agora, encara o SKA Brasil para definir a liderança da chave.

Em suma, a principal mudança para a partida, será no gol. Pouco exigido nas primeiras partidas, o goleiro Cadu cederá espaço para o reserva Pablo. Decerto, o menino ainda não havia ficado no banco, por conta das regras de limitação dos relacionados.

“Esse período na Copinha tem sido muito bom. Uma experiência muito boa. Vou ter a oportunidade de estrear diante do SKA Brasil e tento me distrair ao máximo para controlar a ansiedade. Converso bastante com meus companheiros e me concentro também para poder ajudar a equipe”.

Goleiros companheiros na Copinha

Portanto, o titular nos primeiros jogos, Cadu elogiou bastante seu colega Pablo. Decerto, mais “experiente”, o camisa 1 já é titular há algum tempo da categoria, participando dos títulos do Carioca e da Copa do Brasil, em 202o:

“Nossa relação é muito boa. É uma amizade que vai além das quatro linhas. Todos nós, goleiros, incluindo o Patrick, o Allan Vitor, o Fintelman que estava aqui até pouco tempo. Acabamos formando uma família. O Ivan proporciona essa alegria de trabalhar todo dia e acho que essa questão de oportunizar todos os jogadores é muito importante para mostrar que estão todos envolvidos no processo e na hora que precisar vamos contar com cada um no grupo para seguir rumo ao título”.

O treinador elogia a dupla do Vasco

Em suma, o treinador de goleiros, Ivan Garcez rasgou elogios a dupla. Decerto, tanto Cadu quanto Pablo tem grande potencial para defenderem o time de cima do Cruzmaltino:

“Cadu e Pablo são goleiros com muito potencial. Goleiros que já conquistaram título na base. Cadu, inclusive, já venceu três títulos no Sub-20: Carioca, Copa do Brasil e a Supercopa. Acho que esse é o nosso trabalho. Atuar como facilitador no processo de ensino e aprendizagem. Sabemos que só o talento não é suficiente. Existem outras variáveis nesse processo de formação, mas não tenho dúvidas que o Vasco vem trabalhando muito essa questão de formar goleiros para realmente atender essa exigência do futebol profissional”.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!